Commodities caem e levam Ibovespa junto no 1º pregão de maio

Dólar volta a subir e fecha em alta de 2,60%, a R$ 5,07.

Vitória Fernandes
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


O Ibovespa fechou hoje (2) em queda de 1,15%, a 106.638 pontos, sob o impacto de perspectivas menos favoráveis para o setor de commodities na China. A expectativa para as reuniões do Banco Central e do Federal Reserve (banco central norte-americano) desta semana também deixaram os investidores mais receosos.

Nos Estados Unidos, o rendimento do título de dez anos do Tesouro (Treasury) atingiu 3% pela primeira vez desde dezembro de 2018, um marco psicológico que pode ter grandes implicações no mercado financeiro.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

Com isso, o dólar ultrapassou os R$ 5,07 nas negociações do dia, acompanhando o salto dos rendimentos. A moeda fechou o pregão em alta de 2,60%, cotada a R$ 5,0708.

No Brasil, a economia voltou a crescer em fevereiro, mas em um ritmo abaixo do esperado. O Índice de Atividade Econômica (IBC-Br) registrou alta de 0,34% no mês, na comparação com janeiro. O indicador, que é um sinalizador do Produto Interno Bruto (PIB), marcou um retorno ao crescimento após queda de 0,73% em janeiro.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O crescimento da indústria, por sua vez, perdeu força em abril diante dos gargalos globais de logística e do setor automotivo, e com as pressões de preços, de acordo com a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) da S&P Global, divulgada hoje.

O PMI da indústria caiu a 51,8 em abril ante os 52,3 em março, quando o setor voltou a crescer após quatro meses em território de contração.

No cenário corporativo, as ações da Petrobras (PETR3 e PETR4) e da Vale (VALE3), recuaram 1,73%, 1,45% e 0,58%, ajudando o índice a se manter em queda. Os papéis foram atingidos pelo lockdown na China, que continua a prejudicar as indústrias.

Outras ações do setor de petróleo, como 3R Petroleum (RRRP3) e PetroRio (PRIO3), também ficaram entre as maiores quedas do dia, com recuos de 5% e 5,43%, respectivamente.

Do lado oposto do Ibovespa, as ações do Grupo Pão de Açúcar (PCAR3) tiveram a maior alta da sessão após rumores de que o bilionário Abílio Diniz está interessado em comprar fatia relevante da companhia. Diniz é membro do conselho de administração do Carrefour Brasil e um dos principais acionistas da empresa.

Nos Estados Unidos, o mercado de ações fechou em alta apesar do clima de tensão em torno da reunião do Fed, que acontece na próxima quarta-feira (4). O Dow Jones ganhou 0,26% a 33.061 pontos; o S&P 500 avançou 0,57%, a 4.155 pontos; e o Nasdaq valorizou 1,63% a 12.536 pontos. (Com Reuters)

Compartilhe esta publicação: