Conheça os times brasileiros que mais faturaram em 2021

Juntos, 25 clubes registraram R$ 7 bilhões em receitas no ano passado

Naty Falla
Compartilhe esta publicação:
Imagem mostra jogadores do Flamengo comemorando gol
Reprodução/Marcelo Cortes/CRF

O Flamengo apresentou a maior receita total em 2021: R$ 1,08 bilhão

Acessibilidade


Os principais times brasileiros parecem ter deixado o impacto do ano passado. Em 2021, com a reabertura dos estádios e a retomada das partidas, o grupo dos 25 maiores clubes faturou R$ 7,1 bilhões, de acordo com um levantamento da consultoria EY.

O número mostra uma alta de 35% ante o ano anterior (2020). Entre as principais fontes de receitas estão os direitos de transmissão, transferências de jogadores, ingressos de partidas e royalties de produtos licenciados.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

O estudo desenvolveu as análises apresentadas a partir das demonstrações financeiras disponibilizadas pelos clubes em seus sites.

Veja abaixo quais são os times que se destacaram:

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

1. Flamengo: R$ 1,08 bilhão

O Flamengo apresentou a maior receita total em 2021: R$ 1,08 bilhão. O time carioca faturou R$ 172 milhões a mais que o segundo colocado e 62% a mais do que o registrado em 2020.

O Flamengo também se manteve como o clube com o maior faturamento na transferência de atletas – o terceiro ano consecutivo na liderança –, com cerca de R$ 56 milhões a mais que na temporada anterior. Entram nessa conta as vendas dos jogadores Paquetá, Vini Jr, e Reinier.

A diferença entre a receita do Flamengo (maior receita da série A em 2021) para o Cuiabá (menor receita da série A em 2021) foi de aproximadamente 15 vezes, segundo a análise da EY.

2. Palmeiras: R$ 977 milhões

O Palmeiras apresentou a maior receita sem transferência de jogadores em 2021 (R$ 838 milhões), cerca de R$ 428 milhões a mais que em 2020 e R$ 35 milhões acima do realizado pelo Flamengo. O valor é mais que o dobro do apresentado na temporada anterior.

Depois de dois anos consecutivos, o time não ficou com a maior receita comercial em 2021, perdendo para o Flamengo, líder do ranking, que quase dobrou seus números.

3. Atlético-MG: R$ 505 milhões

O time aumentou sua receita em R$ 87 milhões e ultrapassou Corinthians e Grêmio. Apesar de estar em terceiro lugar, o Atlético-MG apresentou o maior endividamento relacionado a empréstimos entre os clubes: R$ 580 milhões, seguido do Athletico, segundo clube com maior dívida.

4. Corinthians: R$ 503 milhões

Entre os times paulistas, o Corinthians aparece em segundo lugar quando o assunto é receita sem transferências de jogadores: foram R$ 474 milhões em 2021. O time permaneceu entre os clubes de maior arrecadação de receitas comerciais, apresentando um aumento robusto de R$ 79 milhões em relação a 2020, alcançando valor acima dos R$ 100 milhões em 2021.

Por outro lado, o time apresentou o maior endividamento tributário entre os clubes analisados, um aumento de R$ 117 milhões em relação a 2020.

5. Grêmio: R$ 498 milhões

O Grêmio, que apresentou aumento significativo na temporada anterior, ultrapassou os times paulistas em transferências de jogadores, mesmo faturando R$ 17 milhões a menos que em 2020.

Uma das vendas notórias foi do jovem atleta Diego Rosa ao Manchester City da Inglaterra, ocorrida em 2020, mas que só teve sua transferência concretizada em 2021 após completar 18 anos.

Além disso, o Grêmio apresentou aumento em seu endividamento com empréstimos, de R$ 7 milhões em 2020 para R$ 23 milhões em 2021.

6. São Paulo: R$ 476 milhões

Tanto o São Paulo quanto o Santos apresentaram aumentos significativos de receitas comerciais, cerca de R$ 20 milhões a mais que no ano anterior. O time terminou o campeonato em 13º lugar na tabela.

O São Paulo, clube com terceiro maior endividamento com empréstimos, apresentou aumento de 17% em dívidas, cerca de R$31 milhões.

7. Santos: R$ 407 milhões

O Santos está entre os times que arrecadaram valores acima dos R$ 100 milhões de receitas com transferências de atletas. O time apresentou aumentos significativos de receitas comerciais, cerca de R$ 20 milhões a mais que no ano anterior.

O time ainda apresentou redução do valor de endividamento.

8. Internacional: R$ 382 milhões

Em oitavo lugar entre as maiores receitas, o Internacional, time na série A, também apresentou valor alto de endividamento. Do lado positivo, o destaque ficou para as receitas com ingressos: foram R$ 64 milhões em 2021.

9. Fluminense: R$ 334 milhões

O Fluminense foi um dos times que arrecadou valores acima dos R$ 100 milhões de receitas com transferências de atletas.

10. Athletico: R$ 280 milhões

Demonstrados os resultados dos exercícios acumulados de cada clube
Entre 2017 e 2021, o Athletico, clube com a nona maior receita entre os analisados, registrou o segundo clube com maior superávit acumulado no período: R$ 307 milhões.

11. Bahia: R$ 209 milhões
12. Vasco: R$ 186 milhões
13. Fortaleza: R$ 175 milhões
14. Ceará: R$ 159 milhões
15. Cruzeiro: R$ 143 milhões
16. Botafogo: R$ 122 milhões
17. Atlético-GO: R$ 113 milhões
18. América-MG: R$ 102 milhões
19. Sport: R$ 94 milhões
20. Coritiba: R$ 84 milhões
21. Cuiabá: R$ 70 milhões
22. Vitória: R$ 59 milhões
23. Goiás: R$ 50 milhões
24. Ponte Preta: R$ 37 milhões
25. Avaí: R$ 25 milhões

>> Inscreva-se ou indique alguém para a seleção Under 30 de 2022

Compartilhe esta publicação: