CPFL Energia (CPFE3) irá distribuir R$ 3,7 bilhões em dividendos; veja os destaques do Radar

Últimas notícias sobre: SLC Agrícola, Copel, Equatorial, Movida, Itaú Unibanco, Braskem, Petrobras, Mater Dei e mais.

Isabella Velleda
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


No Forbes Radar de hoje (2), a CPFL Energia aprovou a distribuição de dividendos no montante total de R$ 3,7 bilhões, equivalente a R$ 3,2422 por ação ordinária, a serem pagos em duas parcelas.

Já a SLC Agrícola anunciou dividendos no valor total de R$ 504,4 milhões, correspondendo a R$ 2,4261 por ação ordinária, com base na posição acionária de 29 de abril.

Leia mais: Inscreva-se na seleção para a lista Under 30 2022

Veja esses e outros destaques corporativos do dia:

CPFL Energia (CPFE3)

A CPFL Energia aprovou a distribuição e o pagamento de dividendos no montante de R$ 3,7 bilhões, equivalentes a R$ 3,2422 por ação ordinária. O pagamento será efetuado em duas parcelas, sendo a primeira parcela, de R$ 1,6211 por ação, até 30 de junho, e a segunda parcela, de R$ 1,6211 por ação, até 30 de dezembro.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Fizeram jus aos dividendos os acionistas detentores de ações da empresa na última sexta-feira (29).

SLC Agrícola (SLCE3)

A SLC Agrícola anunciou dividendos no valor total de R$ 504,4 milhões, correspondendo a R$ 2,4261 por ação ordinária, com base na posição acionária de 29 de abril. O pagamento será efetuado no dia 18 de maio.

Copel (CPLE6)

A Copel anunciou dividendos adicionais aos acionistas com posição em 29 de abril, no montante de R$ 1,3 bilhão, equivalente a R$ 0,47117031 por ação ordinária. O pagamento ocorrerá até o final de julho de 2022.

Equatorial (EQTL3)

A Equatorial anunciou o pagamento de dividendo obrigatório no montante de R$ 648,8 milhões, e dividendos adicionais no montante de R$ 55,1 milhões, totalizando R$ 704 milhões, equivalente a R$ 0,64 por ação ordinária.

Tiveram direito aos dividendos declarados as pessoas inscritas como acionistas da companhia na data-base de 29 de abril. O pagamento será realizado até o final do exercício social de 2022.

Movida (MOVI3)

A Movida registrou lucro líquido de R$ 258,1 milhões no primeiro trimestre de 2022, alta de 135,7% na base anual.

Itaú Unibanco (ITUB4)

O Itaú Unibanco informou que concluiu a compra de cerca de 11,4% da XP pelo equivalente a R$ 8 bilhões.

Segundo o fato relevante, a transação não muda a governança da XP e não deve ter efeito relevantes nos resultados em 2022.

A operação havia sido aprovada pelo Banco Central em novembro passado. A aquisição estava prevista em contrato assinado em maio de 2017.

Braskem (BRKM5)

O uso da capacidade instalada das usinas da Braskem teve tendência majoritária de alta no primeiro trimestre no Brasil e nas centrais no exterior.

A petroquímica informou que suas centrais no Brasil atingiram 86% da capacidade de janeiro a março, ante 85% no último quarto de 2021 e 82% um ano antes. O aumento refletiu entre outros fatores a base de comparação mais fraca, devido à parada de manutenção programada na central do Rio Grande do Sul no começo do ano passado.

Petrobras (PETR3;PETR4)

A Petrobras anunciou que seus preços de venda de gás natural para as distribuidoras terão aumento médio de 19% a partir de 1º de maio, em relação aos valores praticados entre fevereiro e abril.

A alta anunciada veio próxima à estimativa da Associação Brasileira dos Grandes Consumidores de Energia e Consumidores Livres (Abrace), que projetava um aumento médio de 17%, conforme reportou a Reuters esta semana.

A petroleira também informou que iniciou a produção de petróleo e gás natural por meio do FPSO Guanabara, primeiro sistema de produção definitivo instalado no campo de Mero, no pré-sal da Bacia de Santos.

A plataforma, do tipo FPSO (unidade flutuante de produção, armazenamento e transferência de petróleo e gás), tem capacidade de processar até 180 mil barris de óleo e 12 milhões de m3 de gás, o que representa 6% da produção operada pela Petrobras.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

Mater Dei (MATD3)

O Hospital Mater Dei aprovou o pagamento de dividendo mínimo obrigatório no montante total de R$ 34,4 milhões, equivalente a R$ 0,0900 por ação ordinária. Tiveram direito ao dividendo as pessoas inscritas como acionistas da companhia na data-base de 29 de abril.

O pagamento será realizado no dia 10 de maio.

Locamerica (LCAM3)

A Locamerica aprovou a distribuição de dividendos no valor total de R$ 51,2 milhões, equivalentes a R$ 0,10111 por ação. O pagamento será realizado em até 60 dias, utilizando como base de cálculo a posição acionária de 29 de abril.

Grupo SBF (SBFG3)

O Grupo SBF anunciou o pagamento de dividendos mínimos obrigatórios no valor total de R$ 28,6 milhões, o que corresponde ao valor de R$ 0,1178 por ação.

Fizeram jus ao recebimento dos dividendos os acionistas da companhia titulares de posições acionárias em 29 de abril, sendo que o pagamento ocorrerá em 1º de junho.

Cosan (CSAN3)

A Cosan anunciou dividendos no valor total de R$ 799,9 milhões, equivalente a R$ 0,42811 por ação ordinária. Os proventos terão como base de cálculo a posição acionária de 5 de maio, e o pagamento ocorrerá em 20 de maio.

Sinqia (SQIA3)

A Sinqia aprovou o pagamento de JCP (juros sobre o capital próprio) no montante total de R$ 5,6 milhões, equivalente a R$ 0,0664 por ação ordinária. Terão direito ao JCP as pessoas inscritas como acionistas da companhia na data base de 6 de maio, e o pagamento ocorrerá em 16 de maio.

Grupo Soma (SOMA3)

O Grupo Soma anunciou dividendos no valor total bruto de R$ 71,2 milhões, correspondente ao valor R$ 0,0907 por ação, com base na posição acionária da última sexta-feira (29). O pagamento será realizado no dia 24 de junho.

Iguatemi (IGTI3)

O Iguatemi anunciou a distribuição de dividendos no valor de R$ 90 milhões, equivalente a R$ 0,0162 por ação ordinária. Tiveram direito aos proventos os titulares de ações ordinárias e/ou preferenciais de emissão da companhia em 29 de abril de 2022.

O pagamento dos proventos será realizado em três parcelas iguais de R$ 30 milhões, sendo o pagamento da 1ª parcela em 10 de maio, da 2ª parcela em 10 de agosto e da 3ª parcela em 10 de novembro.

Allied (ALLD3)

A Allied aprovou o pagamento de dividendo adicional no montante total de R$ 53,2 milhões, equivalente a R$ 0,5709 por ação ordinária, com base na posição acionária de 29 de abril. O pagamento será realizado até o final do exercício social de 2022. (Com Reuters)

Compartilhe esta publicação: