CTG Brasil registra recuo de 2% no lucro em 2021

Criada em 2013, a CTG Brasil é parte da China Three Gorges Corporation, uma das líderes globais em geração de energia limpa.

Reuters
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


A CTG Brasil, segunda maior geradora privada de energia do país, registrou lucro líquido de R$ 1,7 bilhão em 2021, queda de 2% ante 2020, em meio a uma disparada de custos, instabilidade cambial e à pior crise hídrica em mais de 90 anos, informou a empresa hoje (3).

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) totalizou R$ 4,2 bilhões, 9,5% menor que no ano anterior.

Já as despesas operacionais da empresa apresentaram forte alta de 134% em comparação com 2020, somando R$ 2,8 bilhões.

A CTG Brasil registrou receita operacional líquida de R$ 6,3 bilhões em 2021, um aumento de 20,1% em relação ao ano anterior.

Para Zhao Jianqiang, CEO da CTG Brasil, a estratégia comercial de antecipar compras e manter parte da energia descontratada foi fundamental para a empresa em 2021.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Além disso, a companhia buscou ampliar o portfólio de geração em fontes renováveis.

“A combinação das fontes eólica e solar complementa a geração de energia hidrelétrica e torna a oferta do serviço mais acessível e adaptada ao perfil de consumo dos clientes, ampliando o impacto positivo dos negócios da CTG no País”, disse Zhao em nota.

No Brasil, a empresa tem investimentos em 17 usinas hidrelétricas e 11 parques eólicos, com capacidade instalada total de 8,3 GW.

Criada em 2013, a CTG Brasil é parte da China Three Gorges Corporation, uma das líderes globais em geração de energia limpa.

Forbes abre inscrições para lista Under 30 2022

Compartilhe esta publicação: