Economia do Peru cresce 3,79% em março, com mineração afetada por protestos

Compartilhe esta publicação:

LIMA (Reuters) – A economia do Peru cresceu 3,79% em março em comparação com o ano anterior, disse a agência de estatísticas do país neste domingo, com a maioria dos setores da economia mostrando melhora, enquanto a principal indústria do país, da mineração, encolheu devido a conflitos sociais que afetaram a produção.

Acessibilidade


O Peru é o segundo produtor mundial de cobre, mas protestos das comunidades indígenas dos Andes exigindo maiores benefícios da indústria de mineração afetaram a produção.

Em março, a mina de cobre Cuajone, da Southern Copper Corp, teve sua atividade interrompida durante o mês.

O crescimento econômico de março é inferior aos 4% que o banco central havia previsto em uma entrevista coletiva na última sexta-feira.

O Ministério das Finanças do Peru espera que a economia cresça 3,6% em 2022.

(Por Marco Aquino e Marcelo Rochabrun)

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.
Compartilhe esta publicação: