Atlético-MG, Cruzeiro e Corinthians são os times mais endividados; veja a lista

A dívida líquida dos 25 principais times brasileiros somou R$ 10 bilhões em 2021. Atlético-MG, Cruzeiro e Corinthians estão no top três

Monique Lima
Compartilhe esta publicação:
Foto: Reprodução/ Atlético-MG
Foto: Reprodução/ Atlético-MG

Atlético-MG fechou 2021 com uma dívida líquida da R$ 1,3 bilhão

Acessibilidade


Em 2021, os 25 principais times brasileiros somaram um endividamento líquido total de R$ 10,14 bilhões, segundo um levantamento feito pela consultoria EY. Os clubes mais endividados foram o Atlético-MG (R$ 1,3 bilhão), o Cruzeiro (R$ 1 bilhão) e o Corinthians (R$ 928 milhões).

Depois de atingir um pico histórico de dívidas líquidas em 2020, de R$ 11,06 bilhões, a retomada das negociações de jogadores, publicidade nos campeonatos e a presença de torcedores nos estádios viabilizou um recuo de 8% no endividamento dos times na comparação com 2020.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

O destaque no recuo da dívida líquida ficou para o Flamengo, que conseguiu reduzir seus débitos em 48% e encerrou 2021, com R$ 354 milhões no vermelho. Outros clubes que apresentaram redução nos valores foram o Palmeiras e o Santos.

O estudo da EY foi elaborado a partir de análises de demonstrações financeiras disponibilizadas pelos clubes. Os dados contemplam um período de 10 anos e apontam que o endividamento líquido dos times brasileiros somava R$ 4,86 bilhões uma década atrás.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O montante subiu entre 2012 e 2014 e apresentou uma queda em 2015. Após isso, a dívida líquida dos clubes teve um crescimento de 63% até 2020.

Raio-x das dívidas

Segundo os dados da EY, o endividamento dos times brasileiros se divide, principalmente, entre impostos a pagar (dívidas tributárias) e empréstimos financeiros.

Em 2021, o Corinthians apresentou o maior endividamento tributário entre os 25 clubes do levantamento: R$ 534 milhões. Só no ano passado, esse valor aumentou cerca de 30%. O Atlético-MG, que é o time mais endividado do Brasil, também tem o maior endividamento com empréstimos, que chega em R$ 580 milhões.

Porém, embora esses clubes estejam no topo do ranking das dívidas, eles não apresentam uma relação endividamento líquido x receita total de múltiplos altos. Ou seja, o tempo que seria necessário para saldar os débitos não é alto.

O Corinthians apresentou um múltiplo de 1,85 vezes no ano passado, considerando a dívida de R$ 928 milhões e a receita de R$ 503 milhões. Já o Atlético MG registrou um múltiplo de 2,60 (dívida de R$ 1,31 bi e receita de R$ 505 mi).

Por outro lado, o Cruzeiro, que está no top três dos endividados, não teve uma captação boa no ano passado e figura com o pior múltiplo do ranking, de 7,12 vezes. Abaixo dele está o Botafogo, com 7,08 vezes, e o Ponte Preta, com 4,63 vezes.

Veja abaixo o ranking de endividamento dos times brasileiros:

  1. Atlético-MG: R$ 1,31 bilhão – Dívida/Receita: 2,6x
  2. Cruzeiro: R$ 1,02 bilhão – Dívida/Receita: 7,12x
  3. Corinthians: R$ 928 milhões – Dívida/Receita: 1,85x
  4. Botafogo: R$ 863 milhões – Dívida/Receita: 7,08x
  5. Vasco: R$ 710 milhões – Dívida/Receita: 3,81x
  6. Fluminense: R$ 664 milhões – Dívida/Receita: 1,99x
  7. São Paulo: R$ 642 milhões – Dívida/Receita: 1,35x
  8. Internacional: R$ 631 milhões – Dívida/Receita: 1,65x
  9. Santos: R$ 509 milhões – Dívida/Receita: 1,25x
  10. Palmeiras: R$ 434 milhões – Dívida/Receita: 0,44x
  11. Grêmio: R$ 402 milhões – Dívida/Receita: 0,81x
  12. Flamengo: R$ 323 milhões – Dívida/Receita: 0,30x
  13. Coritiba: R$ 288 milhões – Dívida/Receita: 3,41x
  14. Vitória: R$ 259 milhões – Dívida/Receita: 4,35x
  15. Sport: R$ 231 milhões – Dívida/Receita: 2,45x
  16. Bahia: R$ 202 milhões – Dívida/Receita: 0,97x
  17. Athletico: R$ 191 milhões – Dívida/Receita: 0,68x
  18. Ponte Preta: R$ 172 milhões – Dívida/Receita: 4,63x
  19. Avaí: R$ 108 milhões – Dívida/Receita: 4,27x
  20. América-MG: R$ 91 milhões – Dívida/Receita: 0,89x
  21. Goiás: R$ 68 milhões – Dívida/Receita: 1,34x
  22. Fortaleza: R$ 36 milhões – Dívida/Receita: 0,21x
  23. Ceará: R$ 32 milhões – Dívida/Receita: 0,20x
  24. Cuiabá: R$ 15 milhões – Dívida/Receita: 0,21x
  25. Atlético-GO: 9 milhões – Dívida/Receita: 0,08x

>> Inscreva-se ou indique alguém para a seleção Under 30 de 2022

Compartilhe esta publicação: