Gerdau tem queda no lucro trimestral

A empresa teve um resultado 17% menor em relação aos três meses anteriores, ficando ligeiramente abaixo dos R$ 3,09 bilhões esperados.

Reuters
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


A Gerdau divulgou hoje (5) lucro líquido de primeiro trimestre 17% menor em relação aos três meses anteriores, a R$ 2,94 bilhões, com resultados mais fracos no Brasil compensando melhoria na América do Norte.

O resultado ficou ligeiramente abaixo dos R$ 3,09 bilhões esperados, em média, por analistas, segundo dados da Refinitiv.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

As ações da Gerdau exibiam alta de 0,3%, às 10h22 (horário de Brasília), enquanto o Ibovespa tinha desvalorização de 1,28%.

A margem Ebitda doméstica da Gerdau caiu 7,2 pontos percentuais em relação ao trimestre anterior para 24,3%. A empresa mencionou no balanço que as vendas ficaram quase estáveis ​​em um nível alto, mas o cenário geral apresentou desafios à medida que as taxas de juros aumentam.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“As perspectivas para 2022 são de crescimento de receita e queda de volume na distribuição e no varejo. Projetamos estabilidade para o volume de vendas de aço”, afirmou a Gerdau no balanço.

A queda nas margens brasileiras acabou minimizando bons resultados na América do Norte, que haviam sido destaque do resultado do quarto trimestre do ano passado. A margem Ebitda na América do Norte cresceu 5,6 pontos percentuais, para 27,4%, disse.

As vendas totais de aço da Gerdau no primeiro trimestre totalizaram 3,06 milhões de toneladas, queda de 1% em relação ao ano anterior e de 3% em relação aos três meses anteriores. A produção aumentou 4%, sequencialmente, para 3,4 milhões de toneladas.

O Ebitda (lucro ajustado antes de juros, impostos, depreciação e amortização) caiu 3% em relação ao trimestre anterior, para R$ 5,83 bilhões.

Compartilhe esta publicação: