Governo quer leiloar bloco de petróleo Ametista em 2022, diz ministério

Por Sabrina Valle HOUSTON (Reuters) – O governo do Brasil está tentando adicionar um 12º bloco a um leilão de áreas de exploração de petróleo previsto para o final deste ano, disse uma autoridade do.

Compartilhe esta publicação:

Por Sabrina Valle

Acessibilidade


HOUSTON (Reuters) – O governo do Brasil está tentando adicionar um 12º bloco a um leilão de áreas de exploração de petróleo previsto para o final deste ano, disse uma autoridade do Ministério de Minas e Energia nesta terça-feira na Conferência de Tecnologia Offshore (OTC, na sigla em inglês) em Houston.

O bloco Ametista está localizado na fronteira sul da região conhecida como pré-sal e tem potencial promissor para volumes de petróleo em águas profundas, disse o secretário-executivo de petróleo, gás natural e biocombustíveis da pasta, Rafael Silva, durante o evento.

Se incluído no leilão, o que é provável de acontecer, disse ele, a Ametista será licenciada sob um acordo de partilha de produção. O bloco fica ao sul do bloco de petróleo Bacalhau da Equinor e Exxon Mobil Corp..

Os dados sísmicos mostram potencial para volumes acima de uma espessa camada de sal sob o fundo do mar Atlântico.

A agência reguladora ANP está planejando colocar em oferta permanente pela primeira vez ainda este ano blocos de exploração na área do pré-sal.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Onze áreas de exploração e produção já foram aprovadas para oferta, disse o diretor-geral da ANP, Rodolfo Saboia.

Ao contrário das rodadas regulares de petróleo no Brasil, os blocos estarão permanentemente disponíveis para empresas interessadas em comprar direitos de perfuração, mesmo que não recebam uma oferta no primeiro dia de listagem.

(Reportagem adicional de Arathy Somasehka)

((Tradução Redação São Paulo, 55 11 56447745))

REUTERS LM NF

Compartilhe esta publicação: