App de relacionamento Grindr deve abrir capital

Acordo, que levantará US$ 384 milhões, acontecerá por meio de uma fusão com uma empresa de cheques em branco (Spac) .

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Getty Images
Getty Images

App de relacionamento Grindr é voltado para a comunidade gay

Acessibilidade


O aplicativo de namoro voltado à comunidade homossexual Grindr fechou um acordo para abrir capital por meio de uma fusão com uma empresa de cheques em branco (Spac, na sigla em inglês), segundo um documento enviado ao mercado.

A transação com a Tiga Acquisition levantará US$ 384 milhões, avaliando a empresa em US$ 2,1 bilhões, incluindo dívidas, de acordo com o documento.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

O aplicativo foi avaliado em US$ 620 milhões na ocasião de sua venda por seu controlador chinês.

G. Raymond Zage III, fundador e presidente-executivo da Tiga, foi membro da San Vicente, um consórcio de investidores que comprou o Grindr da empresa chinesa Kunlun Tech em 2020.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O montante a ser levantado com o negócio entre Grindr e Tiga envolve US$ 284 milhões da Tiga, mais até US$ 100 milhões de um contrato referente a uma compra de participação no futuro.

A Tiga abriu o capital em novembro de 2020 para arrecadar US$ 240 milhões, alguns meses após a venda do Grindr. A Spac tinha até este mês para chegar a um acordo com um potencial alvo de fusão, após várias prorrogações de seu prazo de liquidação.

Uma Spac, também conhecida como “empresa de cheque em branco”, normalmente vende ações em bolsa, coloca o dinheiro em uma conta fiduciária e, em seguida, procura uma companhia para comprar. Os acionistas podem optar por resgatar suas ações em troca de dinheiro.

Compartilhe esta publicação: