Guerra requalifica Brasil como parceiro confiável e próximo logisticamente, diz Guedes

BRASÍLIA (Reuters) – O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta terça-feira que o Brasil atende aos dois principais vetores que, segundo ele, vão definir o futuro em um momento de reconfiguração das cadeias produtivas.

Compartilhe esta publicação:

BRASÍLIA (Reuters) – O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta terça-feira que o Brasil atende aos dois principais vetores que, segundo ele, vão definir o futuro em um momento de reconfiguração das cadeias produtivas globais em consequência da guerra na Ucrânia.

Acessibilidade


Em cerimônia de posse da nova diretoria da Anfavea, associação de montadoras, Guedes disse que, de um lado, o país está geograficamente próximo da América do Norte e da Europa, o que o qualificaria para atender às demandas dos principais mercados globais. Por outro, o Brasil também é considerado um parceiro confiável do ponto de vista geopolítico, disse o ministro.

“Estamos enfrentando um momento de guerra geopolítica e que na verdade está requalificando o Brasil como um parceiro próximo do ponto de vista logístico, e como um parceiro confiável do ponto de vista de uma democracia liberal, estável, segura e de uma economia de livre mercado que quer se integrar à economia global”, afirmou.

Ele ressaltou que, para o Brasil, “o momento de reindustrialização é agora”, quando o governo tem promovido reduções de impostos, na esteira do aumento de arrecadação, e atuado para garantir a adesão do país à Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e para o avanço do acordo do Mercosul com a União Europeia.

(Por Isabel Versiani)

Compartilhe esta publicação: