Ibovespa opera em leve alta em sessão volátil após dados de emprego nos EUA

Compartilhe esta publicação:

Por Andre Romani

Acessibilidade


SÃO PAULO (Reuters) – O principal índice da bolsa brasileira operava com leve avanço no início da tarde desta sexta-feira, após ter caído forte mais cedo, à medida que investidores digeriam os efeitos de um mercado de trabalho robusto na política monetária dos Estados Unidos. Localmente diversos resultados de empresas estavam em foco.

Vale, B3 e Weg estavam entre as mais quedas mais relevantes ao movimento do índice, enquanto Itaú Unibanco, Petrobras e Lojas Renner subiam, os dois últimos após divulgarem balanços.

Às 12:04 (de Brasília), o Ibovespa subia 0,5%, a 105.856,65 pontos. Na semana, o índice caminhava para queda de 2,4%, a quinta baixa semanal seguida. O volume financeiro era de mais de 10 bilhões de reais.

O índice vive sessão volátil, acompanhando Wall Street, já que abriu positivo, chegou a cair mais de 1% e agora opera tem leve alta.

“Deu uma melhorada nos EUA e aqui acompanha”, disse o analista da Mirae Asset Corretora Pedro Galdi. Ele ressaltou, porém, que “o cenário segue muito conturbado”.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Os EUA criaram 428 mil postos de trabalho fora do setor agrícola em abril, segundo dados divulgados mais cedo, acima do nível de 391 mil esperado pelo mercado, com base em economistas consultados pela Reuters. Houve leve revisão para baixo no indicador de março. A taxa de desemprego ficou estável.

A reação inicial dos contratos futuros de ações em Wall Street foi positiva, mas logo em seguida o movimento reverteu-se e os principais índices em Nova York já abriram em queda. O S&P 500 recuava 0,5%, tendo aparado parte das perdas.

A medição vem após o Federal Reserve elevar a taxa básica de juros norte-americana em 0,5 ponto percentual na quarta-feira. A magnitude já era esperada, mas os mercados dispararam no mesmo dia, após o presidente do Fed, Jerome Powell, descartar por ora uma elevação de 0,75 ponto. Na quinta-feira, entretanto, investidores reavaliaram suas posições e bolsas em todo o globo desabaram.

A expectativa majoritária do mercado embutida na curva de juros norte-americana é de alta de 0,75 ponto na próxima reunião, e o mercado de trabalho é uma variável-chave para definição dos próximos passos, diante de uma inflação em patamares mais altos em décadas.

O ritmo do aperto monetário tem efeito na renda variável, já que retira liquidez dos mercados e afeta o custo de capital das empresas.

DESTAQUES

– PETROBRAS PN subia 3,2%, com petróleo em alta e após o lucro líquido da estatal avançar a 44,56 bilhões de reais no primeiro trimestre, em meio a preços mais altos, superando projeção de mercado. A petrolífera também aprovou dividendos de 48,5 bilhões de reais aos acionistas. O presidente Jair Bolsonaro classificou o lucro da empresa de “estupro”.

– BRADESCO PN ganhava 3,8%, após o banco registrar alta de 4,7% no lucro recorrente do primeiro trimestre em comparação anual, revisar diversas projeções e anunciar um programa de recompra de ações. A instituição espera uma estabilização na inadimplência na segunda metade do ano. Ações de outros bancos também aumentavam.

– PETZ ON desabava 8,4%, em dia negativo para empresas do setor varejista e mesmo após a empresa de produtos e serviços para animais de estimação ver seu lucro líquido ajustado avançar 57,7% nos três meses encerrados em março em relação a igual base de 2021.

– ECORODOVIAS ON cedia 5,6%, após o lucro da administradora de concessões de infraestrutura cair 81,2% de janeiro a março em comparação anual, diante de elevação de custos e queda na receita bruta por causa do fim de alguns contratos de concessão.

– ALPARGATAS PN ganhava 6,6%. O lucro da empresa de calçados caiu nos três meses encerrados em março, mas a receita líquida da Havaianas foi recorde para um primeiro trimestre.

– NATURA ON tinha queda de 3,5%, depois de anunciar prejuízo maior do que o esperado pelo mercado e adiar algumas projeções financeiras.

– VALE ON tinha oscilação positiva de 0,3% e siderúrgicas retraíam, na sequência de queda de mais de 5% do minério de ferro tanto em Cingapura, quanto em Dalian, com a China reforçando sua dura política de resposta à Covid-19.

– LOJAS RENNER ON avançava 6%, após a varejista dizer que vendas em abril ficaram acima das expectativas e divulgar lucro líquido no primeiro trimestre, depois de prejuízo no mesmo período do ano passado.

– CARREFOUR BRASIL ON perdia 4,7%, depois do lucro líquido ajustado da dona do Atacadão ficar praticamente estável no primeiro trimestre. Em conferência com analistas, executivos da companhia afirmaram que as vendas mesmas lojas do varejo alimentar tiveram forte alta em abril.

– COGNA ON tinha avanço de 6,8%. A empresa de educação disse pela manhã que atingiu 1 milhão de estudantes ativos em sua vertical de graduação.

Compartilhe esta publicação: