Petróleo tem máxima de 2 meses com oferta apertada

Compartilhe esta publicação:

 

Acessibilidade


Por Scott DiSavino

NOVA YORK (Reuters) – Os preços do petróleo subiram cerca de 3% para uma máxima de dois meses nesta quinta-feira, com sinais de oferta apertada antes da temporada de verão nos EUA.

Enquanto isso, a União Europeia discutia com a Hungria sobre os planos de proibir as importações de petróleo da Rússia como consequência da invasão da Ucrânia.

Os comerciantes também observaram que os preços do petróleo seguiram um aumento nas ações e algum enfraquecimento do dólar americano em relação a uma cesta de moedas, o que torna a commodity mais barata quando comprada em outras moedas.

Os futuros do Brent subiram 3,37 dólares, ou 3,0%, para fechar a 117,40 dólares por barril, enquanto o petróleo dos EUA subiu 3,76 dólares, ou 3,4%, encerrando a 114,09 dólares.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Depois de subir por seis dias consecutivos, o Brent fechou em seu nível mais alto desde 25 de março. O WTI atingiu seu nível mais alto desde 16 de maio.

Compartilhe esta publicação: