Rússia pagará dívida externa em rublos se outras opções forem bloqueadas, diz ministro das Finanças

Compartilhe esta publicação:

(Reuters) – A Rússia pagará suas obrigações da dívida externa em rublos se os Estados Unidos bloquearem outras opções, e o país não se declarará inadimplente, disse seu ministro das Finanças, Anton Siluanov.

Acessibilidade


Washington está avaliando bloquear a capacidade da Rússia de pagar seus detentores de títulos norte-americanos, permitindo que uma isenção importante expire em 25 de maio, o que pode levar Moscou para mais perto do calote.

“Nós não vamos dar calote, temos dinheiro –a menos que os países ocidentais impossíbilitem que paguemos nossas dívidas”, disse Siluanov em um fórum. “Poderemos pagar e pagaremos aos estrangeiros em rublos como opção de último recurso se a infraestrutura (financeira) ocidental for fechada para nós.”

As sanções ocidentais à Rússia proíbem transações com o Ministério das Finanças da Rússia, seu banco central ou seu tesouro.

Mas uma isenção dos EUA, emitida pelo Escritório de Controle de Ativos Estrangeiros do Departamento do Tesouro em 2 de março, abriu uma exceção para fins de “recebimento de juros, dividendos ou pagamentos de vencimento relacionados a dívidas ou ações”.

Isso permitiu que Moscou continuasse pagando aos investidores e evitasse o calote de sua dívida governamental, e permitiu que os investidores dos EUA continuassem a receber pagamentos de cupons.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Depois que a isenção expirar, em 25 de maio, a Rússia ainda terá quase 2 bilhões de dólares em pagamentos de títulos soberanos externos a serem feitos antes do final do ano.

(Reportagem da Reuters)

Compartilhe esta publicação: