S&P 500 fecha em baixa após queda da Tesla e alta de papéis de energia

Compartilhe esta publicação:

Por Amruta Khandekar e Noel Randewich

Acessibilidade


(Reuters) – O índice S&P 500 encerrou em queda nesta segunda-feira, com ações da Tesla e outros papéis de crescimento perdendo terreno, conforme dados econômicos fracos vindos da China se somavam a preocupações com uma desaceleração global e aumentos das taxas de juros.

O índice S&P 500 fechou em queda de 0,39%, a 4.008,01 pontos. O Dow Jones subiu 0,08%, a 32.223,42 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite recuou 1,2%, a 11.662,79 pontos.

A atividade econômica chinesa esfriou acentuadamente em abril, conforme a intensificação dos bloqueios contra a Covid-19 afetou fortemente o consumo, a produção industrial e o emprego, o que alimentou temores de que a economia do país possa contrair no segundo trimestre.

No entanto, as ações de energia receberam um impulso do otimismo de que a China verá uma recuperação significativa da demanda após sinais positivos de que a pandemia de coronavírus recua nas áreas mais atingidas.

O índice de energia do S&P 500 marcou o maior patamar intradiário desde 2014 e fechou em alta de 2,6%, o desempenho mais forte entre 11 índices setoriais.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Muitos dos papéis de crescimento de megacapitalização de Wall Street caíram. A Amazon e a Alphabet, dona do Google, perderam mais de 1% e pesaram no S&P 500 e no Nasdaq.

A Tesla, que é liderada por Elon Musk, recuou quase 6%.

Compartilhe esta publicação: