Yellen diz que G7 dará à Ucrânia os recursos que precisa “para atravessar isso”

Compartilhe esta publicação:

Por David Lawder

Acessibilidade


KOENIGSWINTER, Alemanha (Reuters) – A secretária do Tesouro dos Estados Unidos, Janet Yellen, disse nesta quinta-feira que os líderes financeiros do G7 concordaram em fornecer à Ucrânia os recursos financeiros necessários em sua luta contra a invasão da Rússia e que os formuladores de políticas estão determinados a cumprir suas metas de inflação.

Yellen, falando a repórteres após o primeiro dia de uma reunião de ministros das Finanças e presidentes de bancos centrais do G7, se recusou a confirmar um valor de 18,4 bilhões de dólares prometido no esboço de comunicado do grupo visto pela Reuters. A reunião termina na sexta-feira.

Yellen disse que as promessas de financiamento para a Ucrânia durante a reunião excederam os 15 bilhões de dólares que Kiev estimou que precisa nos próximos três meses para compensar a perda de receitas à medida que a guerra devasta sua economia.

Um pacote de ajuda de 40 bilhões de dólares dos EUA que deve ser aprovado pelo Senado dos EUA nesta semana incluiria 7,5 bilhões de dólares em nova ajuda econômica, enquanto a Comissão Europeia prometeu 9 bilhões de euros para a Ucrânia, disse Yellen. Outros países, incluindo Canadá e Alemanha, prometeram valores adicionais.

“A mensagem é: ‘Nós apoiamos a Ucrânia. Vamos reunir os recursos que eles precisam para atravessar isso'”, disse Yellen.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Ela acrescentou que a inflação global elevada foi um tópico importante na reunião, mas que nenhum dos formuladores de política monetária havia dito que está pensando em elevar suas metas de inflação.

“O que foi discutido foi a importância crítica de os bancos centrais tomarem as ações necessárias para mostrar que estão comprometidos com as metas de inflação que estabeleceram”, disse Yellen.

Compartilhe esta publicação: