Ações da China sobem com estímulo e reabertura de Xangai

Compartilhe esta publicação:

 

Acessibilidade


XANGAI (Reuters) – As ações chinesas fecharam em alta após uma sessão agitada nesta quinta-feira, uma vez que a euforia inicial com medidas adicionais de estímulo para sustentar a economia foi contida pelas preocupações dos investidores com a política de Covid zero e uma possível retomada dos casos.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, subiu 0,16%, enquanto o índice de Xangai teve alta de 0,42%.

O índice de Hong Kong Hang Seng caiu 1,0%, enquanto o China Enterprises Index perdeu 1,1%.

O gabinete da China disse na quarta-feira que vai aumentar a cota de crédito para bancos em 800 bilhões de iuanes (120 bilhões de dólares) para que eles apoiem a construção de infraestrutura.

O gabinete da China anunciou na terça-feira um pacote de 33 medidas abrangendo políticas fiscais, financeiras, de investimento e industriais para reavivar sua economia devastada pela pandemia.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Xangai voltou à vida depois que o centro financeiro levantou a maioria das restrições para combate da Covid, mas as preocupações com uma retomada dos casos e a política de Covid zero permanecem.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 0,16%, a 27.413 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 1,00%, a 21.082 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,42%, a 3.195 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 0,16%, a 4.089 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 1,00%, a 2.658 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,73%, a 16.552 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,53%, a 3.226 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,80%, a 7.175 pontos.

Compartilhe esta publicação: