Ações de turismo sobem na B3 seguindo exterior após medidas da China

Compartilhe esta publicação:

 

Acessibilidade


SÃO PAULO (Reuters) – As ações de empresas relacionadas a viagens na bolsa brasileira avançavam nesta terça-feira, acompanhando o clima mais favorável para o setor no mundo todo, após a China aliviar restrições relacionadas à Covid-19.

Por volta de 11:10, os papéis da Azul subiam 2,4% e os da Gol valorizavam-se 1,3%, enquanto CVC Brasil tinha elevação de 0,5%. No mesmo horário, o Ibovespa mostrava acréscimo de 1%.

A China reduziu pela metade o tempo de quarentena para viajantes que chegam ao país, restrição que dificultava viagens dentro e fora do país desde 2020.

Nos Estados Unidos, ações de companhias aéreas, empresas de cruzeiros, cassinos e hotéis avançavam com esperanças de um grande salto nas viagens e gastos internacionais.

Entre as aéreas, Spirit Airlines e American Airlines Group subiam 3% e 5,75%, respectivamente. Melco Resorts disparava 12,3%, com Wynn Resorts em alta de 7,4% e MGM Resorts avançando 4,3%.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O impulso externo abria espaço para uma recuperação de papéis desse setor no Brasil, que ainda mostram fortes perdas no mês e no ano, dada a incerteza ainda no horizonte para as companhias aéreas e um longo caminho para a recuperação total após o impacto severo causado pela pandemia de Covid-19.

Em junho, Azul acumula queda ao redor de 32% enquanto Gol perde cerca de 30%. CVC Brasil recua em torno de 26%. No ano, Azul cai 44% e Gol cede 40%, enquanto CVC registra um declínio de quase 40%.

No caso de CVC, também no radar está a notícia de que a Secretaria Nacional do Consumidor abriu processo administrativo para investigar a empresa e outras do setor de viagens após queixas de consumidores relacionadas a possíveis infrações ao Código de Defesa do Consumidor no que diz respeito a cancelamentos, remarcações, reembolsos e reaproveitamento de créditos de viagens e reservas.

(Por Paula Arend Laier)

Compartilhe esta publicação: