As mulheres self-made mais ricas dos EUA em 2022

As quedas das bolsas reduziram a fortuna de algumas, mas sete mulheres estrearam no clube das super-ricas

Kerry A. Dolan
Compartilhe esta publicação:
Illustration by Stephanie Jones for Forbes USA
Ilustração por Stephanie Jones, da Forbes EUA

Sheryl Sandberg, Emma Grede, Reese Witherspoon, bilionárias em 2022.

Acessibilidade


As recentes quedas das bolsas dos EUA testaram a coragem das participantes da oitava lista anual da Forbes de mulheres mais ricas dos Estados Unidos e empurrou as fortunas dessas cem empreendedoras, executivas e artistas bem-sucedidas para US$ 111 bilhões (R$ 566,39 bilhões), uma queda de 6% frente ao ano passado.

As perdas também ajudaram a reduzir a linha de corte de admissão na lista para US$ 215 milhões (R$ 1,097 bilhão), abaixo dos US$ 225 milhões (R$ 1,148 bilhão) de um ano atrás.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

As fortunas de 38 dos 100 nomes da lista encolheram desde 2021, mas 51 estão mais ricas, incluindo sete novatas e outras sete mulheres que retornaram ao ranking depois de terem ficado de fora nos anos anteriores.

A bilionária do setor de materiais de construção Diane Hendricks lidera a lista pelo quinto ano consecutivo. O boom imobiliário residencial impulsionou as vendas da ABC Supply, empresa que ela fundou com seu marido Ken (falecido em 2007), para US$ 15 bilhões (R$ 76,54 bilhões) em 2021. Sua fortuna aumentou para US$ 12,2 bilhões (R$ 62,25 bilhões), acima dos US$ 11 bilhões (R$ 56,13 bilhões) de um ano atrás.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Logo atrás de Hendricks, em segundo lugar, está Judy Faulkner, fundadora da empresa de registros médicos eletrônicos Epic Systems, sediada em Wisconsin. A receita cresceu 13% em 2021, para US$ 3,8 bilhões (R$ 19,39 bilhões). Faulkner, que detém 47% da empresa de capital fechado, vale US$ 6,7 bilhões (R$ 34,19 bilhões), US$ 200 milhões (R$ 1,02 bilhão) a mais que no ano passado.

Estreantes no ranking

Entre as novidades da lista está a estrela de cinema Sandra Bullock. Sua carreira no cinema se estende por três décadas e inclui sucessos como Velocidade Máxima (1994), Gravidade (2013) e Ocean’s 8 (2018). A atriz de 57 anos estrela o recém-lançado “Cidade Perdida”, pelo qual teria recebido um cachê de US$ 20 milhões (R$ 102 milhões).

Outra recém-chegada: Emma Grede, juíza do programa de TV Shark Tank, é sócia fundadora e diretora de produtos da empresa de cintas modeladoras e de lingerie de Kim Kardashian Skims (a celebridade também na lista).

Paige Mycoskie também faz sua estreia graças ao crescimento de sua marca de moda inspirada na Califórnia dos anos 1970, a Aviator Nation, que ela fundou depois de trabalhar em uma loja de surf em Venice Beach.

Mais uma recém-chegada glamourosa que prova que a idade não tem limites é a octogenária Betsy Cohen, que foi uma das primeiras investidoras em SPACs (companhias de propósito específico de aquisição), muito antes de elas voltarem à moda.

Leia mais: A fórmula da China para criar bilionárias self-made

Reese Witherspoon retorna à lista da Forbes depois de cair no ano passado; ela vendeu uma participação majoritária em sua produtora, a Hello Sunshine, para um grupo de mídia financiado pela Blackstone em agosto do ano passado.

Outros nomes que estão de volta são a ex-estrela do tênis e investidora Maria Sharapova, a mãe do clã Kardashian, Kris Jenner, e a CEO da General Dynamics, Phebe Novakovic.

Das 100 participantes da lista, 24 são bilionárias – em 2021, eram 26. A cofundadora e CEO do aplicativo de namoro Bumble, Whitney Wolfe Herd, foi a bilionária mais jovem do mundo no ano passado por dez meses, mas as ações da companhia caíram quase 65% em relação ao preço do IPO em fevereiro de 2021. Wolfe Herd ocupa a 33ª posição este ano, com uma fortuna estimada em US$ 740 milhões (R$ 3,775 bilhões).

A cofundadora e CEO da 23andMe, Anne Wojcicki, era bilionária no ano passado, mas as ações da empresa de testes genéticos e desenvolvimento de medicamentos também caíram cerca de 80% desde a fusão da SPAC, em junho de 2021.

Em termos percentuais, sua fortuna encolheu 73%, mais do que qualquer outra na lista. Ela ocupa a 87ª posição este ano, com um patrimônio de cerca de US$ 300 milhões (R$ 1,53 bilhão), uma queda de US$ 800 milhões (R$ 4 bilhões) em relação ao ano passado.

A maior ganhadora em termos percentuais este ano é Eren Ozmen (nº 10), cuja fortuna cresceu 85% desde o ano passado, para US$ 2,6 bilhões (R$ 13,26 bilhões). A Sierra Nevada Corp., empresa aeroespacial e de defesa que ela administra e é coproprietária com o marido, desmembrou a unidade de negócios espacial Sierra Space, levantando US$ 1,4 bilhão (R$ 7,14 bilhões) em uma avaliação de US$ 4,5 bilhões (R$ 22,96 bilhões). A operação lhe rendeu US$ 1,2 bilhão (R$ 6,12 bilhões).

Foram 14 as mulheres que estavam na lista do ano passado mas não aparecem neste ano, incluindo Katrina Lake, da StitchFix, e a estrela investidora de Wall Street Cathie Wood.

“California dream”

Como nos anos anteriores, o maior número de super-ricas da lista vive na Califórnia. Este ano, há 42 no Golden State, abaixo dos 46 do ano passado – incluindo a artista e empresária de cosméticos Rihanna (classificada em 21º lugar), a cofundadora da Gap Doris Fisher (nº 12) e a recém-chegada Emma Grede, que se mudou de Londres para Los Angeles em 2017.

Dez delas moram em Nova York, como Tory Burch (nº 25). Outras dez vivem no Texas, duas a mais do que em 2021: as recém-chegadas Sandra Bullock e Paige Mycoskie são exemplos, embora Mycoskie tenha várias casas na Califórnia, onde fica a sede de sua empresa.

> Inscreva-se ou indique alguém para a seleção Under 30 de 2022

Top 10 mulheres mais ricas self-made

1. Diane Hendricks

Reprodução / Forbes

Patrimônio líquido: US$ 12,2 bilhões (R$ 62,25 bilhões)
Fonte de riqueza: ABC Supply

Hendricks é a primeira colocada pelo quinto ano consecutivo. Ela é proprietária e dirige a empresa de materiais de construção ABC Supply, que ela cofundou com seu marido Ken (falecido em 2007).

2. Judy Faulkner

Reprodução / Forbes

Patrimônio líquido: US$ 6,7 bilhões (R$ 34,19 bilhões)
Fonte de riqueza: Epic Systems

Fundadora e CEO da empresa de registros médicos eletrônicos Epic Systems, sediada em Wisconsin. A receita do negócio cresceu 13% em 2021, para US$ 3,8 bilhões (R$ 19,39 bilhões) e aumentou a fortuna de sua proprietária.

3. Judy Love

GettyImages

Patrimônio líquido: US$ 5,2 bilhões (R$ 26,53 bilhões)
Fonte de riqueza: Love’s Travel Stops & Country Stores

Love e seu marido, Tom Love, fundaram a rede de lojas de conveniência Love’s Travel Stops & Country Stores em 1964. Atualmente, a empresa está presente em mais de 580 cidades espalhadas em 41 estados, com receita estimada em US$ 25,5 bilhões. A Forbes estima seu patrimônio em US$ 5,2 bilhões (R$ 130,12 bilhões).

4. Johnelle Hunt

Wesley Hitt/Getty Images

Patrimônio líquido: US$ 4,3 bilhões (R$ 21,94 bilhões)
Fonte de riqueza: J.B. Hunt Transport

Hunt, de 90 anos, cofundou a empresa de caminhões J.B. Hunt Transport com seu falecido marido em 1961. Seu patrimônio é estimado em US$ 4,3 bilhões, o que lhe rendeu um empate em 4º lugar com Marian Ilitch.

5. Marian Ilitch (empate)

GettyImages

Patrimônio líquido: US$ 4,3 bilhões (R$ 21,94 bilhões)
Fonte de riqueza: Little Caesars

Cofundadora da rede de pizzas Little Caesars com seu marido, Mike (falecido em 2017), Ilitch também é dona do time profissional de hóquei no gelo Detroit Red Wings e vale cerca de US$ 4,3 bilhões.

6. Thai Lee

GettyImages

Patrimônio líquido: US$ 4,1 bilhões (R$ 20,92 bilhões)
Fonte de riqueza: SHI International

Lee é cofundadora do provedor de tecnologia da informação SHI International, de 1989. Ela ainda administra a empresa e teve vendas recordes de US$ 12,3 bilhões (R$ 62,76 bilhões) em 2021.

7. Gail Miller

GettyImages

Patrimônio líquido: US$ 4 bilhões (R$ 20,41 bilhões)
Fonte de riqueza: Larry H. Miller Group e NBA Utah Jazz

Começando com uma concessionária Toyota em 1979, Miller e seu marido, Larry (falecido em 2009), construíram o Larry H. Miller Group com 60 concessionárias de carros no oeste dos EUA. No final de 2021, ela vendeu as concessionárias por quase US$ 3,5 bilhões (R$ 17,85 bilhões). Em 2020, ela vendeu também a equipe da NBA Utah Jazz por quase US$ 1,7 bilhão (R$ 8,67 bilhões).

8. Lynda Resnick (empate)

Getty Images

Patrimônio líquido: US$ 4 bilhões (R$ 20,41 bilhões)
Fonte de riqueza: Wonderful Co

Resnick é coproprietária da gigante agrícola Wonderful Co. com seu marido, Stewart. A empresa cultiva e vende amêndoas, pistaches, tangerinas e outros alimentos na Califórnia, no Texas e também no México.

9. Meg Whitman

GettyImages

Patrimônio líquido: US$ 3,1 bilhões (R$ 15,81 bilhões)
Fonte de riqueza: eBay

Whitman dirigiu o eBay por uma década e acumulou a maior parte de sua fortuna estimada em US$ 3,1 bilhões nesse período. Ela também supervisionou a divisão da Hewlett-Packard na HP Inc. e na HPE.

10. Oprah Winfrey

GettyImages

Patrimônio líquido: US$ 2,6 bilhões (R$ 13,26 bilhões)
Fonte de riqueza: Televisão

A ex-apresentadora de talk show de TV investiu na empresa de cintas Spanx e na de serviços de maternidade Maven Clinic no ano passado. A Forbes estima sua fortuna em US$ 2,6 bilhões.

Compartilhe esta publicação: