Auren Energia compra fatia na Aquarela para ampliar portfólio da comercializadora

Compartilhe esta publicação:

 

Acessibilidade


SÃO PAULO (Reuters) – A Auren Energia, geradora controlada pelos grupos Votorantim e o canadense CPP Investments, anunciou nesta terça-feira a compra de uma participação minoritária de 28,3% na Aquarela Inovação Tecnológica, em um movimento que visa ampliar o portfólio de produtos e soluções de sua comercializadora de energia.

Os planos envolvem o desenvolvimento de negócios utilizando a expertise da empresa de ciência de dados e inteligência artificial, que está em fase “scale up”, que poderiam ser ofertados a geradores ou consumidores de energia, disse à Reuters Raul Cadena, vice-presidente de Clientes e Comercialização da Auren.

“Geralmente as pessoas olham a comercializacão e pensam no trading de curto prazo, compra e venda de energia… Se for para fazer só isso, você nunca vai ser relevante… Agregando mais serviços, tecnologia, alavacamos nosso diferencial competitivo.”

Ele afirma que a Aquarela tem hoje apenas um produto voltado ao mercado de energia –um robô focado no “trading” de energia de curto prazo desenvolvido para a Auren–, mas ressalta que a startup trabalha com projetos em vários outros setores que poderiam ser transpostos para as demandas do setor elétrico.

Cadena cita, por exemplo, ferramentas para projeção de demanda de energia, gestão inteligente do balanço energético e métricas para manutenção de equipamentos de geração.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Com sede em Florianópolis (SC), a Aquarela tem foco em soluções de inteligência artificial para a indústria e empresas de grande porte. Um de seus investidores é o Fundo Aeroespacial, composto por Finep, BNDES, Embraer e Desenvolve SP.

A Auren investiu 10 milhões de reais na startup, considerando compra de participação e recursos para o caixa, e no futuro considera aumentar sua posição para até 49% do capital da empresa, disse Cadena.

A geradora vem ainda investindo em outras frentes de novos negócios, compondo um “ecossistema” que tornará sua frente de comercialização mais robusta, acrescentou o executivo. No fim do ano passado, a companhia anunciou a compra de 50% de participação na Way2, empresa de tecnologia especializada em telemedição e gerenciamento de energia

“Conseguimos enxergar soluções que se conversam… Se a Way2 mede energia, a Aquarela mede demanda, e eu sei fazer gestão de balanço e comprar e vender energia, conseguimos pensar numa solução integrando essas três coisas para clientes”.

(Por Letícia Fucuchima)

Compartilhe esta publicação: