Biden sancionará PL de transporte marítimo para tentar reduzir atrasos nas exportações

Compartilhe esta publicação:

 

Acessibilidade


Por David Shepardson

WASHINGTON (Reuters) – O presidente norte-americano, Joe Biden, planeja sancionar nesta quinta-feira uma legislação que melhora a supervisão do transporte marítimo, medida que, segundo parlamentares, ajudará a conter a inflação e aliviar os atrasos nas exportações. 

O projeto de lei bipartidário passou pela Câmara dos Deputados dos Estados Unidos nesta semana, por 369 a 42.

A legislação ampliará a autoridade investigativa da Comissão Marítima Federal (FMC, na sigla em inglês) dos EUA, agência que supervisiona o transporte marítimo, e aumentará a transparência das práticas da indústria. 

O projeto de lei permitirá que a FMC inicie investigações com relação às práticas empresariais de companhias comuns marítimas, um termo que se refere de forma ampla a navios de carga que operam em alto mar.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Sob as novas regras, que ainda serão determinadas pela FMC, a agência também poderá aplicar medidas de fiscalização, exigir que as transportadoras informem à agência a “tonelagem total de importação/exportação” a cada trimestre e impedir que as companhias marítimas declinem sem razão oportunidades para exportações dos EUA. 

O World Shipping Council disse que trabalhará com a FMC para implementar o projeto de lei “de uma maneira que minimize a interrupção em nossa cadeia de suprimentos”. 

(Reportagem de David Shepardson)

Compartilhe esta publicação: