Brasil abre 196.966 vagas formais de trabalho em abril, mostra Caged

Com resultado acima do esperado, criação de empregos foi puxada em abril pelo setor de serviços

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Amanda Perobelli/Reuters
Amanda Perobelli/Reuters

Pessoas deixam currículos em ponto de anúncios de vagas de trabalho no centro de São Paulo, Brasil

Acessibilidade


O Brasil abriu 196.966 vagas formais de trabalho em abril, resultado acima da expectativa e que representa aceleração na criação de vagas em relação ao mês anterior, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgado hoje (6) pelo Ministério do Trabalho e Previdência.

Em março, o país havia registrado abertura líquida de 88.145 empregos. A leitura de abril veio acima da criação de 170.655 postos projetada por analistas em pesquisa da Reuters, e foi a melhor para o mês desde os 216.974 postos de trabalho criados em abril de 2012.

Leia mais: Setor de serviços do Brasil tem recordes de altas de preços e criação de empregos em maio

O dado de abril é fruto de 1,85 milhão de contratações e 1,66 milhão de desligamentos, e deixou o Brasil com saldo positivo de 770.593 empregos formais no acumulado do ano, contra superávit de 894.664 visto no mesmo período de 2021.

A criação de empregos foi puxada em abril pelo setor de serviços, que teve saldo positivo de 117.007 vagas. Os setores de comércio, construção e indústria também apresentaram criação líquida de empregos, mas o grupo de agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura fechou 1.021 postos de trabalho no início do segundo trimestre.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

No recorte regional, o Sudeste criou 101.279 vagas em abril e o Sul abriu 25.102 postos. O saldo positivo ficou em 25.598 no Centro-Oeste, 29.813 no Nordeste e 12.023 no Norte.

Com relação ao salário médio real de contratação, houve aumento em abril após queda registrada no mês anterior. O valor ficou em R$ 1.906,54, ante R$ 1.891,54 em março.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

Compartilhe esta publicação: