Cade assina acordos com bancos em caso de manipulação de câmbio

O caso investigou um esquema de cartel no mercado onshore de câmbio envolvendo o real no Brasil

O Citibank se comprometeu a pagar R$ 71,6 milhões e o Société vai pagar R$ 5,57 milhões, informou o Cade

Acessibilidade

O Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) homologou hoje (22) acordos com as unidades brasileiras dos bancos Citibank e Société Générale em um caso relativo a um esquema de manipulação de taxas de câmbio no país.

O Citibank se comprometeu a pagar R$ 71,6 milhões e o Société vai pagar R$ 5,57 milhões, informou o Cade.

O caso investigou um esquema de cartel no mercado onshore de câmbio envolvendo o real no Brasil. O processo foi iniciado em 2016 a partir de acordo de leniência assinado entre a Superintendência-Geral do Cade, banco HSBC Brasil e um de seus funcionários, afirmou a autarquia.

Quando iniciou a investigação, o Cade via evidências de fixação de níveis de preços (spread cambial); coordenação na compra e venda de moedas e propostas de preços para clientes; além de imposição de dificuldades para atuação de outros operadores no mercado de câmbio envolvendo a moeda brasileira.