Cai fatia da Petrobras na venda de gás natural, mas abertura será lenta, diz ANP

O superintendente disse que a maior competição também já está se refletindo nos preços dos contratos que têm sido firmados com os novos agentes

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Paulo Whitaker/Reuters
Paulo Whitaker/Reuters

Ele afirmou que a competição no mercado de gás natural está em evolução, mas que o processo “será lento”

Acessibilidade


A abertura do mercado de gás natural, com a chegada da Nova Lei do Gás, fez a participação da Petrobras (PETR3/PETR4) nas vendas para distribuidoras e consumidores livres recuar de 98,7% em 2021 para 84,2% no primeiro trimestre deste ano, disse a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Segundo Hélio Bisaggio, superintendente de Infraestrutura e Movimentação da ANP, isso foi possível com a entrada de novos agentes produtores no mercado.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

Ele afirmou que a competição no mercado de gás natural está em evolução, mas que o processo “será lento”.

“Antes, a gente tinha uma indústria verticalizada. Todo gás que entrava na malha integrada era da Petrobras. Hoje, cerca de 25% da produção são de outros produtores”, disse Bisaggio.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O superintendente disse que a maior competição também já está se refletindo nos preços dos contratos que têm sido firmados com os novos agentes.

“Os preços dos produtores independentes, nas vendas para distribuidoras e consumidores livres, são cerca de 10% menores que o preço médio cobrado pela Petrobras, considerando todos os contratos dela. Novos e antigos”, disse Bisaggio.

Compartilhe esta publicação: