Carrefour aposta em expansão digital para sobreviver à crise

Grupo francês vê 2022 com confiança e fala em nova estratégia que intensificará a expansão digital e permitirá o negócio ser mais resiliente

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Gabriela Melo / Reuters
Gabriela Melo / Reuters

Por meio da bandeira Atacadão, o Carrefour Brasil é a maior rede de atacarejo do Brasil, segundo o Cade

Acessibilidade


O Carrefour (CRFB3) vê 2022 com confiança enquanto trabalha em uma nova estratégia que permitirá intensificar uma expansão digital e ser mais resiliente diante de um ambiente cada vez mais incerto, disse hoje (3) o presidente do grupo francês.

A empresa, que no ano passado não conseguiu se unir à canadense Couche-Tard e à francesa Auchan, tem os meios financeiros para se expandir como uma companhia independente, disse o presidente-executivo, Alexandre Bompard, a investidores.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

“Nosso grupo nunca teve que enfrentar tantos desafios”, disse Bompard, citando, pandemia, crise climática e guerra na Ucrânia que têm provocado interrupções na cadeia de fornecedores e pressões inflacionárias.

Bompard afirmou que está trabalhando em um novo plano estratégico e realizando uma revisão de ativos como parte do processo. A empresa é o maior grupo supermercadista do Brasil e dona da bandeira de atacarejo Atacadão.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Em novembro, o Carrefour anunciou investimento de 3 bilhões de euros até 2026 para intensificar um processo de digitalização, um dos pilares do futuro plano estratégico que Bompard deve revelar no próximo semestre.

“O Carrefour vai se esforçar para proteger o poder de compra de seus clientes enquanto reforça seu modelo econômico”, disse ele.

A companhia poderá focar mais ainda em produtos de marca própria, atividades promocionais e programas de fidelidade, bem como em economia de custos, disse ele.

Bompard reiterou meta de gerar fluxo de caixa livre acima de 1 bilhão de euros em 2022. “O Carrefour não precisa de consolidação. Ele tem os meios para o seu desenvolvimento”, acrescentando que, embora o Carrefour tenha sido abordado no passado por rivais, “hoje não estamos trabalhando em nada”.

As ações do Carrefour acumulam alta de 20% este ano, mas ainda estão cerca de 10% abaixo do nível de quando Bompard assumiu o comando da companhia em julho de 2017.

>> Inscreva-se ou indique alguém para a seleção Under 30 de 2022

Compartilhe esta publicação: