China vai intensificar suporte à economia e evitará estímulo excessivo

Compartilhe esta publicação:

 

Acessibilidade


PEQUIM (Reuters) – A China vai agir de maneira decisiva para intensificar o suporte à economia e adotar mais medidas, mas evitará a emissão excessiva de dinheiro, disse o gabinete segundo a mídia estatal nesta quarta-feira.

A economia da China mostrou sinais de recuperação em maio depois de perdas no mês anterior, já que a produção industrial avançou de forma inesperada, mas o consumo ainda foi fraco e destacou os desafios para as autoridades.

As autoridades vão aproveitar a janela de oportunidade e “melhorar de forma decisiva a força (das políticas monetárias), adotar todas as medidas que são necessárias para estabilizar a economia”, disse o gabinete após reunião regular.

Mas esses esforços não devem levar a emissão excessiva de dinheiro, completou.

O gabinete anunciou recentemente um amplo pacote de medidas de suporte econômico, embora analistas digam que a meta oficial de crescimento de 5,5% do PIB para este ano será difícil de alcançar com a estratégia de Covid zero do país.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A China intensificará o suporte ao investimento privado, que responde por mais de metade do investimento total, selecionando uma série de projetos de infraestrutura para atrair investidores privados, disse o gabinete.

Instituições financeiras devem dar suporte a investimento privado com empréstimos, enquanto o governo fornecerá garantias de financiamento para projetos qualificados que envolvam investidores privados, acrescentou.

(Reportagem de Kevin Yao e redação Pequim)

Compartilhe esta publicação: