Dow sobe com apoio de bancos, mas cautela permanece após dados de confiança do consumidor

Compartilhe esta publicação:

 

Acessibilidade


Por Shreyashi Sanyal e Amruta Khandekar

(Reuters) – As ações de bancos apoiavam o índice Dow Jones nesta terça-feira, com quatro grandes credores de Wall Street aumentando seus dividendos após um teste de estresse, mas uma queda acentuada na confiança do consumidor norte-americano trouxe de volta à tona os riscos da inflação crescente.

Os principais índices de Wall Street começaram a semana com fraqueza devido a preocupações com o aumento dos preços e um posicionamento agressivo do Federal Reserve.

Dados econômicos permanecem no centro do foco de investidores, em meio a poucos catalisadores para o mercado antes do início da temporada de balanços, em duas semanas.

O Conference Board disse nesta terça-feira que seu índice de confiança do consumidor caiu 4,5 pontos em junho, para leitura de 98,7, conforme preocupações com a inflação alta alimentaram a expectativa de que o crescimento econômico vai enfraquecer significativamente no segundo semestre do ano.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“As pessoas estão chegando ao final do trimestre com um pouco mais de estabilidade do que certamente tinham há um mês, e digeriram que o Fed pode precisar usar a recessão como uma ferramenta de política monetária”, disse David Waddell, CEO da assessoria de investimentos Waddell & Associates.

O Morgan Stanley subia 3,1% e liderava os ganhos entre os principais bancos, incluindo Goldman Sachs, Bank of America e Wells Fargo. O índice de bancos do S&P 500 avançava 1,7%.

Às 12:17 (de Brasília), o índice S&P 500 perdia 0,01%, a 3.899,58 pontos, enquanto o Dow Jones subia 0,13%, a 31.480,59 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite recuava 0,61%, a 11.454,23 pontos.

Compartilhe esta publicação: