Embraer faz acordo com húngara Aeroplex para KC-390

Compartilhe esta publicação:

 

Acessibilidade


SÃO PAULO (Reuters) – A Embraer anunciou nesta sexta-feira que assinou um acordo para qualificar a Aeroplex como autorizada da fabricante brasileira na Hungria, o que envolverá aeronaves KC-390 Millennium para as forças armadas húngaras.

O governo húngaro assinou um contrato com a Embraer para compra de duas C-390 Millennium, que podem ser reabastecidas durante voo. A primeira aeronave deve ser entregue em 2024.

O anúncio acontece no momento de forte tensão no Leste Europeu, após a invasão da Ucrânia pela Rússia, em fevereiro, que tem feito vários países da região anunciarem planos de reforço militar, temendo um alastramento do conflito.

A Hungria é um dos 30 países membros da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), aliança militar que inclui França, Reino Unido, Alemanha e Estados Unidos.

“Enquanto a Embraer traz sua experiência de mais de 50 anos apoiando aviões em todo o mundo, a Aeroplex aplicará todo nosso conhecimento e portfólio diversificado para atender ao KC-390 Millennium”, afirmou em comunicado o presidente da Aeroplex, Demény Árpad.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O modelo envolvido no acordo será o primeiro no mundo com uma unidade de terapia intensiva, o que o permitirá ser usado em missões como evacuação médica, transporte de carga e tropas, lançamento de carga de precisão e operações de paraquedistas.

Compatível com operações da Otan, o KC-390 que será fornecido tem um sistema de reabastecimento de sonda que a permite reabastecer o JAS 39 Gripen húngaro.

Em agosto passado, a Embraer anunciou a abertura de um escritório na capital húngara, dentro da estratégia de estabelecer novas parcerias em mercados selecionados para projetos de longo prazo para aplicação em uso civil e militar.

(Por Aluísio Alves)

Compartilhe esta publicação: