Energea aposta em geração de energia solar com IPO como meta

Empresa pretende aumentar capacidade para 0,5 gigawatt, dos atuais 100 megawatts

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Foto de painéis solares
REUTERS/Thilo Schmuelgen

A Energea possui cerca de 60 usinas de energia solar no Brasil.

Acessibilidade


A empresa de energia renovável norte-americana Energea Global LLC está ampliando seu foco em energia solar no Brasil, já que enxerga uma listagem na bolsa como um objetivo de longo prazo, disse o chefe da empresa.

A Energea desenvolve e organiza portfólios de projetos principalmente de energia solar em vários países, dos Estados Unidos à África do Sul, e encontra clientes individuais e corporativos para investir valores que vão de 100 dólares a 80 milhões de dólares.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

A empresa vendeu recentemente uma série de parques solares, dos quais o Banco BTG Pactual SA era sócio, para a comercializadora brasileira de energia Comerc, mas ainda planeja expandir no setor de energia solar.

“O Brasil é inquestionavelmente o mercado de energia solar mais atraente do mundo”, disse o cofundador Mike Silvestrini à Reuters, afirmando esperar que “outras pessoas descubram isso” em 24 a 36 meses. Isso pode aumentar a concorrência, diminuir os retornos e sinalizar o momento de vender, acrescentou.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A Energea possui cerca de 60 usinas de energia solar no Brasil e pretende aumentar sua capacidade para 0,5 gigawatt, dos atuais 100 megawatts.

A empresa, focada em expandir sua equipe operacional no Brasil, também pode procurar construir alguns componentes no país em vez de importá-los da China.

O setor de energia renovável está em expansão no Brasil, com o governo esperando que a capacidade de geração do país aumente 37% nos próximos 10 anos, impulsionada pelas fontes eólica e solar.

O segmento de microgeração –de pequeno porte, principalmente geração de energia solar para consumo próprio– deve crescer para 37 GW, dos atuais 8 GW, para atingir uma participação de 14% na capacidade total instalada, informou o governo no início deste ano.

A Enegea recebeu um investimento de 63 milhões de dólares da VH Global Energy Opportunities PLC, listada em Londres, para financiar projetos de energia solar no Brasil no ano passado e está negociando com a VH, com o banco de investimentos BTG e outras empresas não divulgadas para investimentos adicionais, disse Silvestrini.

Quando perguntado se a meta final da Energea era se tornar uma empresa de capital aberto, Silvestrini disse que esse era o objetivo, embora nenhum prazo tenha sido definido.

>> Inscreva-se ou indique alguém para a seleção Under 30 de 2022

Compartilhe esta publicação: