Microsoft reduz operações na Rússia devido à crise na Ucrânia

A empresa, no entanto, disse que cumprirá suas obrigações contratuais existentes com clientes russos

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Mike Segar/Reuters
Mike Segar/Reuters

Várias grandes marcas globais têm cortado relações comerciais com a Rússia

Acessibilidade


A Microsoft disse hoje (8) que está fazendo cortes substanciais em seus negócios na Rússia, juntando-se a uma série de empresas na redução de exposição ou saída do país após a invasão da Ucrânia.

A empresa, no entanto, disse que cumprirá suas obrigações contratuais existentes com clientes russos, enquanto a suspensão de novas vendas anunciada pela Microsoft no início de março permanece em vigor.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

“Como resultado das mudanças nas perspectivas econômicas e do impacto em nossos negócios na Rússia, tomamos a decisão de reduzir significativamente nossas operações no país”, disse um porta-voz da Microsoft.

A Bloomberg News, que divulgou a informação inicialmente, disse que mais de 400 funcionários serão afetados.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Várias grandes marcas globais, incluindo Apple, Nike e Dell, também cortaram relações comerciais com a Rússia.

Inscreva-se na seleção para a lista Under 30 2022

Compartilhe esta publicação: