Preços do petróleo recuam 3% com incerteza de produção futura da Opep+

O grupo de produtores da Opep+, incluindo a Rússia, concordou em manter sua estratégia de produção após dois dias de reuniões

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Pascal Rossignol/Reuters
Pascal Rossignol/Reuters

O petróleo Brent para setembro caiu US$ 3,42 (R$ 17,9), ou 3%, para fechar a US$ 109,03 (R$ 571,03) por barril

Acessibilidade


Os preços do petróleo caíram cerca de 3% hoje (30), quando a Opep+ confirmou que só aumentaria a produção em agosto tanto quanto anunciado anteriormente, apesar da oferta global apertada, mas deixou o mercado se perguntando sobre a produção futura.

O petróleo Brent para setembro caiu US$ 3,42 (R$ 17,9), ou 3%, para fechar a US$ 109,03 (R$ 571,03) por barril. O contrato para agosto, que expira hoje (30), recuou US$ 1,45 (R$ 7,59), ou 1,3%, para fechar a US$ 114,81 (R$  601,30) o barril.

O WTI (o petróleo dos EUA) caiu US$ 4,02 (R$ 21,00), ou 3,7%, para fechar a US$ 105,76 (R$ 553,90) o barril.

O grupo de produtores da Opep+, incluindo a Rússia, concordou em manter sua estratégia de produção após dois dias de reuniões. O clube de produtores evitou discutir política a partir de setembro.

Anteriormente, a Opep+ decidiu aumentar a produção a cada mês em 648 mil bpd (barris por dia) em julho e agosto.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

As quedas de preços no mercado de petróleo foram exacerbadas, uma vez que os comerciantes dos EUA ajustaram posições antes do fim de semana prolongado devido ao feriado de 4 de julho.

Compartilhe esta publicação: