Wall Street cai e índice S&P caminha para pior 1º semestre desde 1970

Compartilhe esta publicação:

 

Acessibilidade


Por Shreyashi Sanyal e Amruta Khandekar

(Reuters) – Os principais índices de Wall Street caíam nesta quinta-feira, deixando o S&P 500 a caminho do pior primeiro semestre desde 1970, devido a temores de que os bancos centrais prejudiquem o crescimento econômico global em meio à determinação de controlar a inflação.

Os temores com a desaceleração do crescimento e aumento dos preços afetaram os mercados, com as preocupações com uma recessão sob os holofotes conforme as autoridades monetárias em todo o mundo buscam elevar os custos de empréstimos.

O chair do Federal Reserve, Jerome Powell, prometeu na quarta-feira não deixar a economia dos Estados Unidos cair em um “regime de inflação mais alta” mesmo que isso signifique aumentar os juros a níveis que coloquem o crescimento em risco.

O Nasdaq Composite caminha para as maiores quedas já registradas durante o primeiro semestre, enquanto o Dow Jones deve registrar a maior perda percentual para o período desde a crise financeira.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Todos os três principais índices devem marcar o segundo recuo trimestral seguido pela primeira vez desde 2015.

Nos últimos dias autoridades do Fed estabeleceram expectativas de uma alta de 0,75 ponto percentual dos juros em julho, mesmo com os dados econômicos pintando um cenário de fraqueza para o consumidor norte-americano.

Ações de crescimento como Microsoft Corp, Apple Inc, Amazon.com Inc e Tesla Inc perdiam entre 2,6% e 5,2%, liderando as quedas no dia.

Às 11:57 (de Brasília), o índice Dow Jones caía 1,25%, a 30.640,60 pontos, enquanto o S&P 500 perdia 1,72%, a 3.753,25 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite recuava 2,32%, a 10.918,53 pontos.

Compartilhe esta publicação: