Wall Street devolve perdas; ações da Microsoft recuam após corte em perspectivas

Compartilhe esta publicação:

 

Acessibilidade


Por Anisha Sircar e Devik Jain

(Reuters) – Os índices S&P 500 e Dow Jones devolveram perdas iniciais registradas nesta quinta-feira depois que a Microsoft cortou suas perspectivas de lucro inesperadamente, enquanto investidores digeriam comentários de uma autoridade do Federal Reserve que pareceram reduzir o otimismo recente sobre eventual pausa no ciclo de aumento de juros do banco central norte-americano.

Sete dos 11 principais setores do S&P 500 caíam, com os papéis de saúde, serviços públicos e consumo básico liderando as perdas.

A vice-chair do Fed, Lael Brainard, disse que acha razoável adotar altas de 0,5 ponto percentual nos juros nas próximas duas reuniões do Fed, e vê poucos motivos para pausar o ciclo de aperto em setembro.

“O mercado está sentindo que o movimento (de aperto do Fed) fez pouco até agora para conter as pressões inflacionárias e, portanto, a sensação é de que eles terão que ficar mais agressivos, e isso está causando uma contínua angústia e nervosismo no mercado”, disse Kenny Polcari, sócio-gerente da Kace Capital Advisors.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“Não um desastre, mas certamente nervosismo.”

A Microsoft cedia 2,4%, depois que se tornou a mais recente corporação dos EUA a alertar sobre o impacto do dólar mais forte em seus lucros. A empresa também cortou suas previsões de lucro e receita para o quarto trimestre.

Os índices de ações dos EUA tiveram uma forte alta no final de maio, recuperando as perdas anteriores do mês, com sinais de que a inflação norte-americana pode ter atingido seu pico levando a especulações de que o Fed poderia não aumentar os juros tão agressivamente quanto o esperado anteriormente.

Às 12:25 (de Brasília), o índice S&P 500 ganhava 0,35%, a 4.115,63 pontos, enquanto o Dow Jones subia 0,02%, a 32.818,26 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite avançava 0,98%, a 12.111,83 pontos.

Compartilhe esta publicação: