BlackRock corta recomendação sobre ações de mercados desenvolvidos

A gestou afirmou que agora está subposicionada em papéis dos Estados Unidos, Europa e Reino Unido.

Reuters
Compartilhe esta publicação:
SOPA Images/Colaborador/Getty Images
SOPA Images/Colaborador/Getty Images

A BlackRock disse que agora está subposicionada em ações dos Estados Unidos, Europa e Reino Unido. 

Acessibilidade


A gestora de ativos BlackRock disse nesta segunda-feira que reduziu exposição a ações de mercados desenvolvidos devido à piora das perspectivas econômicas, mas elevou participações de crédito com grau de investimento.

“A Grande Moderação, um período de crescimento e inflação constantes, acabou”, disseram o vice-presidente da BlackRock, Philipp Hildebrand, e sua equipe em uma perspectiva de meio de ano para a maior gestora de ativos do mundo.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

“Em vez disso, estamos enfrentando um novo mundo de alta volatilidade macroeconômica – e prêmios de risco mais altos para títulos e ações.”

A BlackRock disse que agora está subposicionada em ações dos Estados Unidos, Europa e Reino Unido, mantendo uma posição neutra em ações japonesas, chinesas e de mercados emergentes.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“Avaliações atraentes” levaram a gestora de ativos a atualizar sua perspectiva sobre crédito com grau de investimento. A BlackRock também mudou visão sobre os títulos soberanos do Reino Unido para “overweight”.

“Acreditamos que a precificação do mercado à elevação dos juros pelo Banco da Inglaterra é irrealista à luz da deterioração do crescimento.”

>> Inscreva-se ou indique alguém para a seleção Under 30 de 2022

Compartilhe esta publicação: