Economia da China está em recuperação mas bases não são sólidas, diz premiê

A China iniciou uma lenta recuperação dos choques de abastecimento causados pelos lockdowns no segundo trimestre.

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Ryan Woo/Reuters
Ryan Woo/Reuters

Primeiro-ministro da China, Li Keqiang

Acessibilidade


A economia chinesa está se recuperando mas a base dessa retomada não é sólida e ainda são necessários mais esforços, disse o primeiro-ministro da China, Li Keqiang, segundo a mídia estatal nesta quinta-feira

A segunda maior economia do mundo iniciou uma lenta recuperação dos choques de abastecimento causados por extensos lockdowns desde o segundo trimestre, embora problemas para o crescimento persistam.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

No momento, a economia está se recuperando, mas as bases são instáveis. É necessário muito trabalho para estabilizar a economia”, disse Li durante uma reunião com altos funcionários de Xangai, Guangdong, Fujian, Jiangsu e Zhejiang.

Mais esforços serão feitos para aumentar o entusiasmo das autoridades tanto em nível central quanto local e manter a economia operando dentro de uma faixa razoável, disse Li.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Xangai e as outras quatro províncias respondem por mais de um terço da economia da China e desempenham um papel fundamental nos pagamentos de transferência do governo central para as regiões mais pobres, dado que suas receitas fiscais representam quase 40% do total, disse Li.

A China continuará promovendo reformas e melhorando o ambiente de negócios, e continuará abrindo sua economia para o mundo exterior, não importa como a situação internacional mude, acrescentou Li.

>> Inscreva-se ou indique alguém para a seleção Under 30 de 2022

Compartilhe esta publicação: