Hypera vê ganhos de participação de mercado como sustentáveis

O resultado, porém, veio acima das estimativas do mercado, o que ajudava a elevar as ações da companhia em 4,2% no começo da tarde

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Srdjan Zivulovic/Reuters
Srdjan Zivulovic/Reuters

Comprimidos

Acessibilidade


A farmacêutica Hypera acredita que os ganhos de participação de mercado adquiridos no segundo trimestre são sustentáveis, diante dos investimentos feitos nos últimos anos em pesquisa e desenvolvimento, aumento de capacidade produtiva e aquisições, disse seu presidente hoje (29).

A companhia teve queda de 3,1% no lucro do trimestre encerrado em junho ante um ano antes, para 456 milhões de reais. O resultado, porém, veio acima das estimativas do mercado, o que ajudava a elevar as ações da companhia em 4,2% no começo da tarde. O Ibovespa subia 0,5%.

“Estamos confiantes de que os ganhos de participação de mercado são sustentáveis no longo prazo”, disse Breno de Oliveira, presidente-executivo da Hypera, em conferência com analistas.

A companhia, uma das maiores farmacêuticas do país e dona de marcas como Dramin, Benegrip e Buscopan, disse ter apresentado crescimento orgânico do “sell-out”, vendas dos produtos das prateleiras das farmácias aos consumidores, 6,5 pontos percentuais superior ao do mercado no trimestre, citando dados da empresa IQVIA.

Oliveira disse que a Hypera está “confiante” no cumprimento das estimativas de 2022 da companhia. A empresa projetou em fevereiro alta de 25% na receita líquida frente a 2021, de 24% no Ebitda e de 5% no lucro líquido.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Preços e falta de medicamentos

O executivo também disse que espera uma normalização nos preços de matérias-primas, os chamados ingredientes farmacêuticos ativos, após elevação nos últimos meses.

Segundo ele, o aumento foi compensado por uma flexibilização de regras pela agência sanitária Anvisa, o que permitiu a entrada de novos fornecedores no mercado, elevando a competição. Oliveira também citou a própria alta nos preços de medicamentos como um fator de compensação.

Sobre a escassez de medicamentos, noticiada pela imprensa nas últimas semanas, Adalmario Couto, diretor de relações com investidores, afirmou que tratou-se de um movimento mais pontual e que não atingiu a empresa por causa de sua estratégia de estoques.

“O que teve foi a falta de alguns produtos pontuais de algumas categorias…mas foi muito mais por questão de preço”, disse ele.

“O que vemos agora em julho é que já está reabastecido e mesmo assim a demanda permanece bem alta… os concorrentes já conseguiram reagir e reabastecer as farmácias.”

Os executivos afirmaram que a Hypera já lançou cerca de metade dos 100 produtos previstos para o ano.

Compartilhe esta publicação: