Raia Drogasil e Rede D'Or aprovam distribuição de proventos; veja os destaques do Radar

Últimas notícias sobre: Vivo, Pague Menos, BRF, MRV, CSN, Valid, Taesa, Ser Educacional e SYN.

Vitória Fernandes
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


No Forbes Radar de hoje (1º), a Raia Drogasil informou ao mercado que aprovou o pagamento de juros sobre capital próprio de R$ 74 milhões, ou R$ 0,0449 por papel aos seus acionistas.

Rede D’Or também aprovou a distribuição de R$ 219,3 milhões em JCP, equivalentes a R$ 0,111 por ação.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

Confira os destaques:

Raia Drogasil (RADL3)

A Raia Drogasil informou ao mercado que aprovou o pagamento de juros sobre capital próprio de R$ 74 milhões, ou R$ 0,0449 por papel aos seus acionistas. Para ter direito aos proventos, é necessário estar na base da companhia em 5 de julho.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Rede D’Or (RDOR3)

A Rede D’Or também aprovou a distribuição de R$ 219,3 milhões em JCP, equivalentes a R$ 0,111 por ação. Os acionistas na base em 6 de julho terão direito ao pagamento, que será realizado em 16 de julho.

Vivo (VIVT3)

O conselho de administração da Vivo divulgou a 7º emissão de debêntures da companhia, no valor de R$ 3,5 bilhões.

BRF (BRFS3)

A BRF informou ao mercado que aprovou a sua 4º emissão de debêntures, no valor de R$ 1,7 bilhão.

Pague Menos (PGMN3)

A Pague Menos aprovou a 7ª emissão de debêntures simples, no valor de R$ 500 milhões e prazo de vencimento de quatro anos.

MRV (MRVE3)

A MRV aprovou um novo plano de recompra de ações, com limite de 6.082.426, aproximadamente 2% dos papéis em circulação da companhia.

CSN (CSNA3)

A CSN informou que conclui compra da Santa Ana Energética por meio de suas controladas, CSN Cimentos e CSN Energia.

Valid (VLID3)

A Valid informou que vendeu ativos dos segmentos de pagamentos e identificação nos EUA para a empresa Giesecke+Devrient.

Taesa (TAEE11)

A Taesa divulgou, em fato relevante, que arrematou o lote 10 do Leilão de Transmissão da ANEEL. De acordo com a empresa, a parcela arrematada tem sinergias importantes, permitindo aproveitar a estrutura de operação e manutenção existente na Companhia.

Ser Educacional (SEER3)

A Ser Educacional comprou o Centro Universitário 7 de Setembro, de Fortaleza, por R$ 10 milhões.

SYN (SYNE3)

A Cyrela Commercial Properties, agora chamada de SYN, anunciou a compra de 10% da startup CondoConta por US$ 4,46 milhões. (Com Reuters)

Inscreva-se na seleção para a lista Under 30 2022

Compartilhe esta publicação: