Renault eleva previsão de margens para 2022

No primeiro semestre, a montadora alcançou margens de 4,7%

Reuters
Compartilhe esta publicação:
REUTERS/Benoit Tessier
REUTERS/Benoit Tessier

Por volta de 11:40 (horário de Brasília), as ações da companhia tinham elevação de 4,75%.

Acessibilidade


A Renault elevou hoje (29) a previsão de margens para 2022, dizendo que seu plano de recuperação para melhorar a lucratividade estava tendo resultados antes do previsto.

A empresa agora espera margens operacionais de mais de 5% para o ano inteiro. No primeiro semestre, a montadora alcançou margens de 4,7%, contra 2,1% no mesmo período de 2021.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

Por volta de 11:40 (horário de Brasília), as ações da companhia tinha elevação de 4,75%.

O presidente-executivo da Renault, Luca de Meo, disse que a melhora das margens mostrou que o plano de recuperação que ele iniciou quando assumiu em 2020, focado na lucratividade sobre os volumes de vendas, está dando frutos.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“Após dois anos de sacrifícios e uma dieta difícil, agora estamos prontos para o próximo capítulo na Renault”, disse o executivo, em teleconferência com analistas após anunciar os resultados do primeiro semestre.

De Meo afirmou que a empresa estava três anos adiantada no cumprimento das metas do plano, apesar dos desafios que todo o setor enfrenta para obter os microchips usados ​​em tudo, desde sensores de freio a sistemas de entretenimento.

A Renault atingiu uma alta de 10 anos para geração de caixa no primeiro semestre deste ano, disse de Meo.

O fechamento dos negócios da Renault na Rússia por causa da guerra na Ucrânia, porém, afetou a última linda do balanço empresa, que registrou um prejuízo líquido de € 1,357 bilhão (R$ 7,17 bilhões) no primeiro semestre.

>> Inscreva-se ou indique alguém para a seleção Under 30 de 2022

Compartilhe esta publicação: