Suposto Ovo Fabergé é encontrado em iate de oligarca russo

A embarcação pertencia a Suleiman Kerimov, alvo de sanções por ligações com o presidente russo, Vladimir Putin.

Robert Hart
Compartilhe esta publicação:
Foto: Museu de São Petersburgo/ Wikimedia Commons
Foto: Museu de São Petersburgo/ Wikimedia Commons

Ovos Fabergé são obras-primas da joalheria produzidas por Peter Carl Fabergé no período de 1885 a 1917.

Acessibilidade


Autoridades federais dos Estados Unidos disseram ter encontrado o que parece ser um ovo Fabergé em um superiate apreendido de oligarcas russos, de acordo com a CNN.

Trata-se de um dos artefatos mais raros e foi inesperadamente encontrado enquanto governos de todo o mundo continuam a adotar sanções contra os oligarcas russos envolvidos na invasão da Ucrânia.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

A vice-procuradora-geral Lisa Monaco disse que a polícia dos EUA encontrou o ovo em um superiate ancorado em San Diego, segundo a CNN. Monaco disse que o ovo é uma das descobertas mais interessantes que sua equipe fez em suas investigações.

Se o artefato for verdadeiro, a vice-procuradora-geral disse que o ovo seria um dos últimos conhecidos no mundo e valeria milhões de dólares.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Monaco não informou em qual iate o suposto ovo Fabergé foi encontrado, mas disse que a embarcação foi apreendida em Fiji no mês passado e partiu para os EUA.

Fiji entregou aos EUA o superiate Amadea, avaliado em US$ 300 milhões, em junho, após uma longa batalha legal sobre qual país iria ficar com a embarcação. Os EUA alegam que o iate é de propriedade do oligarca russo Suleiman Kerimov, que foi alvo de sanções internacionais por suspeitas de ligações com o presidente russo, Vladimir Putin.

Redistribuição de recursos para a Ucrânia

Monaco disse que o Departamento de Justiça pediu ao Congresso autorização para dar à Ucrânia os lucros das mercadorias apreendidas, segundo a CNN. Autoridades da União Europeia e do Reino Unido estão ponderando políticas semelhantes, principalmente porque a guerra se arrasta para o sexto mês e os custos aumentam.

Os EUA e outros governos ao redor do mundo apreenderam bilhões de dólares em ativos de oligarcas sancionados pela invasão da Ucrânia por Moscou.

A posse indireta por meio de empresas de fachadas de ativos valiosos, como iates e jatos, pode ajudar os super-ricos a evitar ou escapar totalmente de sanções, algo que chegou a funcionar no caso do Amadea. O advogado que tentou recuperar o iate alegou que a embarcação é de propriedade de um oligarca diferente, Eduard Khudainatov, que não foi sancionado.

Encontrar um ovo Fabergé, se ele for original, é um golpe simbólico e monetário. Os ovos decorativos foram feitos especificamente para a família imperial russa pelo famoso joalheiro Peter Carl Fabergé. Existem apenas algumas dezenas dos ovos, e os itens raros podem ser vendidos por milhões quando chegarem ao mercado.

Esta não é a primeira vez que um ovo Fabergé é apreendido por causa de sanções russas. O museu Victoria & Albert de Londres emprestou ovos Fabergé e outros itens de instituições russas para uma exposição sobre o joalheiro e correu o risco de sofrer sanções internacionais se devolvesse os objetos. Os ministros do governo avaliam se os artigos poderiam ser devolvidos sem violar as sanções.

O patrimônio líquido estimado de Kerimov e sua família é de US$ 12,9 bilhões, de acordo com estimativas da Forbes. Grande parte da riqueza do oligarca russo vem de sua participação de 76% na Polyus, a maior produtora de ouro da Rússia.

>> Inscreva-se ou indique alguém para a seleção Under 30 de 2022

Compartilhe esta publicação: