Twitter processa Elon Musk por supostamente violar acordo de aquisição

Musk alegou na rescisão do acordo que o Twitter violou seus termos ao não responder sobre contas falsas ou spam na rede social.

Reuters
Compartilhe esta publicação:
SOPA Images/Getty Images
SOPA Images/Getty Images

O Twitter processou Elon Musk por violação do acordo de US$ 44 bilhões para compra da rede social.

Acessibilidade


O Twitter processou Elon Musk nesta terça-feira (12) por violação do acordo de US$ 44 bilhões para compra da rede social, e pediu a um tribunal de Delaware que ordene a conclusão do negócio pelo bilionário, segundo um documento judicial.

“Tendo montado um espetáculo público para colocar o Twitter em cena, e assinado um acordo de fusão favorável ao vendedor, Musk aparentemente acredita que ele – ao contrário das outras partes sujeitas à lei contratual de Delaware – é livre para mudar de ideia, zombar da empresa, prejudicar suas operações, destruir valor aos acionista e ir embora”, diz o processo.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

Na sexta-feira, Musk anunciou a rescisão do acordo alegando que o Twitter violou seus termos ao não responder a pedidos de informações sobre contas falsas ou spam na rede social, o que é fundamental para o desempenho dos negócios da empresa.

Ontem (11), Elon Musk zombou da ameaça do Twitter de processá-lo pela sua decisão de desistir do acordo. O bilionário afirmou que a empresa terá que divulgar mais informações sobre bots e contas falsas caso a disputa vá para os tribunais.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Uma série de tuítes na segunda-feira foi a primeira resposta pública de Musk, presidente-executivo da Tesla, desde que tornou pública a intenção de abandonar o negócio.

Especialistas jurídicos dizem que a empresa de mídia social tem um sólido caso contra Musk, mas pode optar por uma renegociação ou acordo em vez de uma longa briga judicial.

O contrato entre as partes exige que Musk pague ao Twitter uma taxa de US$ 1 bilhão caso ele não possa concluir o acordo por motivos como falta de financiamento para aquisição ou bloqueio do negócio por reguladores. A taxa não seria aplicável, no entanto, se o bilionário encerrar o acordo por conta própria.

>> Inscreva-se ou indique alguém para a seleção Under 30 de 2022

Compartilhe esta publicação: