Vale elimina mais duas barragens a montante em MG

As estruturas que foram eliminadas neste mês são Baixo João Pereira, na Mina Fábrica, em Congonhas (MG), e o Dique 4 da barragem Pontal, em Itabira (MG)

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Lunae Parracho/Reuters
Lunae Parracho/Reuters

Vista da mina de Carajás, da Vale, no Pará

Acessibilidade


A Vale (VALE3) disse hoje (29) que concluiu as obras de eliminação de mais duas barragens a montante, como parte de seu programa de descaracterização desse tipo de estrutura após o rompimento em Brumadinho (MG).

As estruturas que foram eliminadas neste mês são Baixo João Pereira, na Mina Fábrica, em Congonhas (MG), e o Dique 4 da barragem Pontal, em Itabira (MG).

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

Em comunicado, a mineradora disse que mais três barragens devem ser descaracterizadas neste ano, sendo duas em Itabira (MG) e uma em Nova Lima (MG), conforme meta divulgada antes.

Segundo a Vale, das 30 estruturas construídas pelo mesmo método da barragem de Brumadinho, nove já foram eliminadas desde 2019. Ao final de 2022, serão 12, representando 40% das estruturas previstas no Programa de Descaracterização da empresa.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O rompimento da barragem de Brumadinho, em 2019, resultou em uma onda de rejeitos de mineração que atingiu a região e deixou 270 mortos.

Inscreva-se na seleção para a lista Under 30 2022

Compartilhe esta publicação: