Pinterest tem prejuízo no 2º trimestre e receita vem dentro do esperado

Como seus pares, a empresa tem sofrido com a redução de orçamento por anunciantes em resposta à inflação e temores de recessão

Reuters
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


A Pinterest divulgou hoje (1) prejuízo líquido no segundo trimestre, atingida por custos maiores, enquanto a receita veio praticamente em linha com a expectativa média do mercado.

A receita da empresa cresceu 9% ante um ano antes, para US$ 665,9 milhões (R$ 3,43 bilhões), contra projeção de US$ 667 milhões (R$ 3,44 bilhões), com base em dados compilados pela Refinitiv.

Como seus pares, a Pinterest tem sofrido com a redução de orçamento por anunciantes em resposta à inflação e temores de recessão. O crescimento da empresa também desacelerou em relação ao ano passado, em meio à remoção de medidas de isolamento social que favoreceram os serviços online da companhia.

A Pinterest teve um prejuízo líquido de US$ 43,1 milhões (R$ 222 milhões) no trimestre encerrado em 30 de junho, com alta de 29% nas despesas. No mesmo período do ano anterior, a empresa reportou lucro líquido de US$ 69,4 milhões (R$ 358 milhões).

Os usuários ativos mensais somavam 433 milhões em 30 de junho, ante expectativa no mercado de 434 milhões, segundo dados da Refinitiv. Frente ao mesmo período do ano passado, a base de usuários recuou 5%.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A queda nos usuários ativos deve-se a menos tráfego de busca por causa de mudanças no algoritmo do Google realizadas em 2021 e impacto do fim das medidas de isolamento, disse o presidente-executivo da Pinterest, Bill Reddy, em comunicado.

Os resultados são os primeiros da empresa sob a gestão de Reddy, que anteriormente era diretor de comércio e pagamentos do Google, controlado pela Alphabet.

Compartilhe esta publicação: