Raia Drogasil (RADL3) dispara após resultado do 2º trimestre

Por volta de 11h15, os papéis da rede de varejo farmacêutico subiam 5,9%, a R$ 22,22, melhor desempenho do Ibovespa

Reuters
Compartilhe esta publicação:
GettyImages/Mint Images
GettyImages/Mint Images

Executivos da RD afirmaram que a tendência de alta da receita bruta no terceiro trimestre é positiva.

Acessibilidade


As ações da Raia Drogasil (RADL3) chegaram a disparar mais de 8% hoje (1º), após a rede de varejo farmacêutico reportar lucro líquido ajustado de R$ 343,7 milhões no segundo trimestre, alta de 48,2% ante mesma etapa do ano passado.

Por volta de 11h15, os papéis da dona das bandeiras Droga Raia e Drogasil subiam 5,9%, a R$ 22,22, melhor desempenho do Ibovespa, referência do mercado acionário brasileiro, que cedia 0,2%. Na máxima, a ação chegou a R$ 22,70.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

“A RD relatou um forte conjunto de resultados”, afirmaram os analistas do BTG Pactual, que têm recomendação de ‘compra’ para os papéis, com preço-alvo de R$ 31, chamando a atenção para o desempenho das vendas em mesmas lojas, bem como o crescimento da receita e expansão da margem bruta.

Eles já esperavam números melhores no segundo trimestre, diante do aumento de preços de medicamentos autorizado em abril pelo governo, mas disseram que os resultados reportados surpreenderam positivamente, em particular a rentabilidade.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“É um sinal animador para os próximos trimestres – após números sólidos no segundo trimestre, a inflação deve continuar sendo um tema-chave para a RD este ano, dado seu plano de expansão agressivo e investimentos em sua operação online.”

Em teleconferência sobre os resultados, executivos da RD afirmaram que a tendência de alta da receita bruta no terceiro trimestre é positiva, mas que ela pode não alcançar os 22% do segundo trimestre.

A XP Investimentos também destacou o sólido crescimento de receita diante da maior demanda por medicamentos em razão do surto de doenças respiratórias e a rentabilidade em níveis recordes com ganhos de estoque frente ao reajuste de preços.

Apesar do forte resultado, os analistas da XP optaram em manter a recomendação ‘neutra’ e o preço-alvo de R$ 21 por ação, avaliando que o papel já está bem precificado.

Analistas do Bradesco BBI afirmaram que “os resultados foram inegavelmente impressionantes”, mas ponderaram que uma parte relevante é sazonal, relacionada a ganhos de negociação de aumento de preços.

Também destacam que parte do desempenho pode ter sido pontual, relacionado a fatores como rupturas no setor, testes de Covid-19 e sazonalidade de inverno, que impulsionaram as vendas. Assim, também decidiram manter a recomendação ‘neutra’ para as ações, com preço-alvo de R$ 23.

>> Inscreva-se ou indique alguém para a seleção Under 30 de 2022

Compartilhe esta publicação: