FMI e Banco Mundial intensificarão cooperação sobre clima, dívida e transição digital

O comunicado antecede a cúpula dos líderes do G20 na Índia e afirma que as duas instituições podem ajudar a enfrentar os desafios crescentes da economia global

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Cidade na China
Aly Song/Reuters

A cúpula dos líderes do G20 começa neste sábado (9), com a presidência do Brasil

Acessibilidade


O Fundo Monetário Internacional e o Banco Mundial emitiram uma rara declaração conjunta, nesta quinta-feira (7), comprometendo-se a intensificar sua cooperação para enfrentar as mudanças climáticas, as vulnerabilidades da dívida e as transições digitais dos países.

O comunicado, que antecede a cúpula dos líderes do G20 na Índia nesta semana, afirmou que as duas instituições podem ajudar a enfrentar os desafios crescentes da economia global, do aumento dos desastres climáticos à desaceleração do crescimento e a fragmentação geopolítica, trabalhando juntas.

Leia também

“As instituições de Bretton Woods, com seus membros universais e conhecimentos especializados, estão bem posicionadas para dar uma contribuição fundamental para ajudar os países a enfrentar esses desafios”, disseram a diretora-gerente do FMI, Kristalina Georgieva, e o presidente do Banco Mundial, Ajay Banga, na declaração conjunta.

Compartilhe esta publicação: