Campos Neto alerta para inflação de serviços no Brasil

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, rejeitou a ideia de que os juros reais estejam subindo no Brasil

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Roberto Campos Neto - Foto: Adriano Machado - Reuters
Roberto Campos Neto - Foto: Adriano Machado - Reuters

Segundo Campos Neto, o mercado de trabalho apertado é um fator relevante para o cenário inflacionário

Acessibilidade


O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, disse nesta quarta-feira (21) que o Brasil possui uma inflação de serviços ainda em um patamar “um pouco acima” do ideal, avaliando que a autoridade monetária não tem os componentes necessários para concluir como será o ritmo da “última milha” do indicador no caminho da convergência.

  • Siga o canal da Forbes e de Forbes Money no WhatsApp e receba as principais notícias sobre negócios, carreira, tecnologia e estilo de vida

Durante discurso para a Frente da Economia Verde, em Brasília, Campos Neto ainda destacou que a inflação de serviços se encontra em patamar elevado no mundo todo e indicou a questão do mercado de trabalho apertado como um fator relevante para tal cenário.

Campos Neto também disse que é preciso haver um movimento de expectativas de inflação decrescentes para que a autoridade monetária faça ajustes na taxa de juros “com credibilidade”.

Ele ainda rejeitou a ideia de que os juros reais estejam subindo no Brasil, e afirmou que tanto os juros reais quanto os nominais estão em trajetória de queda.

Compartilhe esta publicação: