Estudo diz que mulheres esperarão mais de 60 anos por igualdade com homens na UE

Pandemia pode retardar ainda mais o progresso, de acordo com um relatório que mede a equidade de gênero.

Blog da Redação
Compartilhe esta publicação:
Getty Images

O índice define a igualdade de gênero como “direitos, responsabilidades e oportunidade iguais de mulheres e homens”

Acessibilidade


As mulheres europeias esperarão ao menos 60 anos por igualdade com os homens, e a pandemia pode retardar ainda mais o progresso, de acordo com um relatório divulgado hoje (29) que mede a equidade de gênero.

O índice 2020 do Instituto Europeu para a Igualdade de Gênero (Eige) relatou algum avanço no ano passado, mas disse que as mulheres ainda realizam a maior parte do trabalho não remunerado em casa e enfrentam riscos econômicos decorrentes da Covid-19 maiores do que os homens.

LEIA MAIS: Para falar de mulheres, precisamos falar de meninas

O texto disse que a pandemia já aumentou a pressão doméstica sobre as mulheres, já que as milhões de famílias confinadas pelos lockdowns exigem mais cuidados, limpeza e alimentação.

“A pandemia de coronavírus representa uma ameaça séria para o progresso da igualdade de gênero, e não podemos nos dar esse luxo”, disse Carlien Scheele, diretora do Eige, em um comunicado.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O índice monitora a igualdade de gênero na União Europeia há uma década, medindo como as mulheres se saem contra os homens nas esferas do trabalho, dinheiro, conhecimento, tempo, poder e saúde.

Ele define a igualdade de gênero como “direitos, responsabilidades e oportunidade iguais de mulheres e homens” e atribui pontos a membros individuais, assim como ao bloco como um todo.

Se um ponto significa desigualdade e 100 significa paridade, a UE como um todo registrou 67,9 pontos de 100, mostrando uma melhoria média de meio ponto por ano. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: