Marca da bilionária Kim Kardashian West veste equipe dos EUA nos Jogos Olímpicos de 2021

Atletas norte-americanas receberão a coleção esportiva da Skims gratuitamente; linha estará disponível às consumidoras em julho .

Madeline Berg
Compartilhe esta publicação:
Reprodução/Forbes
Reprodução/Forbes

A atleta olímpica de atletismo Dalilah Muhammad foi uma das atletas a modelar a linha de pijamas e roupas relaxantes da marca de Kim Kardashian

Acessibilidade


A bilionária Kim Kardashian West está indo para a Olimpíada – ou pelo menos suas roupas estão. Na última segunda-feira (28), Kim anunciou nas redes sociais que sua empresa de shapewear e loungewear, Skims, está desenhando roupas íntimas oficiais para as mulheres do time dos Estados Unidos na Olimpíada de 2021, em Tóquio.

“Desde os dez anos, ouvi todos os detalhes sobre as Olimpíadas do meu padrasto”, escreveu ela, referindo-se à vencedora da medalha de ouro olímpica Caitlyn Jenner. “Quando recebi a ligação convidando a Skims para fazer parte do @TeamUSA, cada momento que passei admirando a força e a energia dos atletas olímpicos do lado de fora me voltou à memória.”

LEIA TAMBÉM: Para Lucia Silvestri, diretora criativa da joalheria Bulgari, mulheres jamais devem permitir que “nada, nem ninguém, as detenha”

A coleção de roupas de dormir e esportivas olímpicas se encaixa no visual minimalista da Skims e inclui a bandeira norte-americana e o logotipo da equipe dos EUA. Desenvolvido com “conforto e apoio na vanguarda”, foi apresentada pela paratleta Scout Bassett, a estrela do atletismo Dalilah Muhammad, a jogadora de futebol Alex Morgan e a nadadora Haley Anderson na campanha oficial na última segunda-feira (28). Embora todas as atletas do time recebam a coleção gratuitamente, a linha estará disponível para compra pelas consumidoras em julho – bem a tempo para a cerimônia de abertura dos Jogos em 23 de julho.

A Skims, que Kim lançou em 2019, foi avaliada em US$ 1,6 bilhão em abril depois de levantar US$ 154 milhões em uma combinação de financiamento da série A e série A-1 de investidores, incluindo Thrive Capital, Alliance Consumer Growth e Imaginary Ventures. Kim é a maior acionista da empresa, e ela e o cofundador Jens Grede controlam uma participação majoritária. O resto da fortuna de Kim vem de sua propriedade de 72% da empresa de cosméticos KKW Beauty – avaliada em US$ 1 bilhão no ano passado, quando a Coty adquiriu uma participação de 20% -, bem como dinheiro de reality shows e acordos de publicidade, e uma série de pequenos investimentos.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Kim Kardashian West não é a única bilionária envolvida com a equipe dos EUA neste ano. Ralph Lauren, que vale US$ 7 bilhões, desenha o uniforme dos atletas desde 2008 e faz isso novamente este ano. A roupa será usada pelas equipes nas cerimônias de abertura e encerramento.

 

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: