Como um trauma de infância fez Claudia Alcantara criar uma marca de produtos de beleza disponível em 80 países

Divulgação
Divulgação

Após um corte de cabelo traumático na infância, Claudia Alcantara aprendeu a cuidar dos próprios cabelos. O hobby se tornou a empresa Cadiveu, hoje presente em 80 países

O mercado de beleza passou por um boom de procura nos últimos anos por mulheres decididas a tratar dos cabelos e da pele também dentro de casa. A mulher empoderada, que sabe o valor da sua autoestima, aprendeu a se virar com o que tinha – e a internet foi tomada de receitas milagrosas com uso de produtos naturais, como o queridinho óleo de coco – em um momento em que as empresas do setor ainda não tinham entendido o novo perfil do consumidor.

A tendência do “faça você mesma” foi reforçada pela pandemia que, por boa parte de 2020, obrigou salões de beleza a permanecerem de portas fechadas. De acordo com a ABIHPEC (Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos), de janeiro a dezembro do ano passado, shampoos registraram um crescimento de vendas de 7,9%, condicionadores de 18,6% e produtos de tratamento capilar de 12,6%, ante resultados de 2019.

VEJA TAMBÉM: Conheça a jovem que criou a primeira rede agregadora de salões de beleza do mundo e espera faturar R$ 50 milhões em 2021

O nascimento da Cadiveu, marca de produtos de alta performance para cabeleireiros, aconteceu de forma experimental e com o lema “faça você mesma” levado ao pé da letra. Sua fundadora, hoje CMO (chief marketing officer), Claudia Alcantara, começou a tratar de forma caseira o seu cabelo crespo após um corte traumático ainda na infância. Sua diversão era descobrir para o que servia cada produto e fazer experiências para entender o que se adaptava melhor aos seus fios.

Aos 18 anos, entrou para o universo da comunicação enquanto cursava design. No intervalo do trabalho, cuidava do cabelo das amigas pelos banheiros e corredores. Não demorou muito para angariar uma clientela. “Resolvi criar uma apostila para ensinar alisamentos clássicos, que geravam muita confusão na época. Listei os princípios ativos, como hidratar, como fazer coloração e coloquei na internet para vender”, relembra a executiva. Pouco depois, já ganhava mais com a venda das apostilas do que o salário de carteira assinada.

Inspirada em um projeto criado em grupo na faculdade, Claudia investiu de vez na Cadiveu, batizada em referência a um grupo indígena que lutou na Guerra do Paraguai conhecido por sua riqueza cultural. Em 2007, um ano após o início da produção das apostilas, começou a venda de seus produtos caseiros e abriu oficialmente a empresa. No ano seguinte, já participava da primeira feira internacional com a marca.

Nesses mais de dez anos de história, a Cadiveu fez fama principalmente dentro dos salões e entre os profissionais da beleza. A virada começou em 2019, com o lançamento da marca Essentials, para o varejo, com a linha Boca Rosa Hair, em parceria com a influenciadora digital Bianca Andrade. “Estávamos no momento de lançar a marca e casou com a disponibilidade da Bianca. Ela entrega a mensagem que queríamos passar, de uma mulher capaz. Bianca é camaleoa, está envolvida em várias frentes e promove a autoestima feminina”, explica Claudia.

A Essentials ganhou mais uma colaboradora de peso neste ano de 2021. A cantora Anitta lançou a sua linha, Vegan Repair, em parceria com a marca. “Estou me reinventando como empresária. Comecei na música, assumi minha própria gestão de carreira, fui aprendendo muito nessa trajetória. Hoje posso compartilhar minha experiência com as marcas que me contratam, como a Cadiveu, que me permitiu mergulhar fundo, participando de todo o processo criativo e produtivo da minha linha vegana”, pontua a cantora e empresária.

Se há dois anos o desejo da Cadiveu era se aproximar do consumidor final via varejo, o sonho agora é maior: ganhar o mundo. A proposta se encaixou perfeitamente ao momento da carreira da cantora, que também alça voos cada vez mais altos internacionalmente. E Claudia pontua que tanto Anitta, quanto Bianca têm trajetórias parecidas como mulheres de sucesso self-made, o que também transmite uma mensagem para a consumidora da marca. “São mulheres fortes, criativas, que sabem se vender. Ambas têm um viés muito forte de marketing e queríamos repetir o sucesso da linha com a Bianca”, afirma a executiva.

VEJA TAMBÉM: Como o Under 30 Gabriel Beleze está revolucionando o mercado brasileiro de skincare

O foco da empresa é se popularizar no varejo internacional com a marca Essentials. Atualmente, metade do faturamento total vem das vendas fora do país – a empresa já tem presença em 80 países com a linha profissional. A aposta no varejo é grande justamente porque seu crescimento foi maior durante a pandemia, graças ao boom na procura pelo cuidado em casa. “Estamos em negociação com a Sephora, no Brasil e no exterior. Acabamos de entrar em redes de farmácias por aqui e pretendemos crescer três vezes mais com a colaboração da Anitta. Queremos tornar a marca conhecida de forma exponencial em nível mundial, trabalhando fortemente o digital em todos os canais”, acrescenta Claudia.

Mais do que empoderar mulheres com momentos de autocuidado e autoconhecimento, a executiva quer transformar o mercado da beleza. Com o projeto Hairstylists of the Future (Cabeleireiros do Futuro, em português), fez parceria com Edu Lyra, da ONG Gerando Falcões, para prestar mentoria para 10 jovens por um período de cinco meses. “Queremos incluir mulheres no mercado de trabalho para que tenham carreiras de sucesso, sejam renomadas. Semanalmente, elas têm aulas de gestão e coaching com pessoas conhecidas do mercado de trabalho para que sejam parte de uma nova geração de cabeleireiras, longe daquele papel egóico, que queria criar na cabeça das mulheres. É preciso escutar mais e educar mais, para que ninguém precise mais passar pelo que eu vivi na infância”, finaliza Claudia. A primeira turma se forma em setembro, com possibilidade de emprego na rede de salões parceiros da Cadiveu.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).