Como a CHRO da Moderna ajudou a desenvolver uma vacina contra a Covid

Diretora de recursos humanos da Moderna, Tracey Franklin teve que adaptar seu estilo de gestão para atender às necessidades específicas e em tempo real da empresa durante a pandemia

MeiMei Fox
Compartilhe esta publicação:

“Como head de RH da Moderna, vou além das funções tradicionais para assumir um papel significativo na formação do negócio”, diz Franklin

Acessibilidade


Aos 39 anos e apenas um ano no cargo de diretora de recursos humanos da Moderna, Tracey Franklin enfrentou um imenso desafio profissional. Ela foi responsável por orientar a empresa de biotecnologia e seus funcionários em uma pandemia global, apoiando-os no rápido desenvolvimento de uma vacina contra a Covid-19. 

Quando ela entrou na Moderna, a empresa, fundada em 2010, era uma startup com apenas 800 funcionários e nenhum produto comercial. No entanto, a companhia experimentou um crescimento explosivo, se tornou conhecida e ficou no centro das atenções globais com o lançamento da vacina.

Franklin teve que jogar fora o manual de liderança tradicional e adaptar seu estilo de gestão para atender às necessidades específicas e em tempo real da empresa. Nos últimos dois anos, ela liderou a gestão de talentos e a estratégia organizacional da Moderna, ajudando a companhia a triplicar de tamanho para mais de três mil funcionários em meio à pandemia.

“Como head de RH da Moderna, vou além das funções tradicionais – construir a equipe, apoiar nosso pessoal e desenvolver um programa de benefícios de primeira classe, que são extremamente importantes – para assumir um papel significativo na formação do negócio ”, diz Franklin. “Tenho um verdadeiro senso de propriedade em todos os aspectos do nosso negócio, que está centrado em impactar positivamente a saúde das pessoas e pacientes em todo o mundo.”

Com a tecnologia do RNA mensageiro, a Moderna correu para levar seu primeiro produto comercial – uma vacina contra a Covid-19 – ao mercado em tempo recorde. Hoje, os funcionários continuam trabalhando no avanço de 46 programas de desenvolvimento de vacinas e terapias para atender a uma ampla variedade de doenças.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Franklin atribui o sucesso da empresa ao Moderna Mindsets. “Indo além da nossa missão e dos nossos valores, esse conjunto de 12 princípios culturais – como ‘mudamos de rumo sem medo’ e ‘somos obcecados por aprender’ – codifica formas de trabalho que incentivamos todos os funcionários a adotar”, diz. “Os Mindsets estão integrados em todo o ciclo de vida do funcionário, e nos ajudam a contratar, desenvolver e motivar nosso pessoal e incorporá-los à nossa cultura.”

Trajetória

Antes de entrar na Moderna, Franklin passou 15 anos no RH da farmacêutica Merck, alternando entre muitas funções diferentes nos EUA e internacionalmente. Ela era grata por poder se sentar com os líderes da empresa quando tinha apenas vinte e poucos anos, mas a experiência na Moderna se destaca em sua carreira.

“Fomos lançados no centro das atenções internacionais sem aviso prévio”, diz. “O profundo senso de responsabilidade e determinação de nossa equipe para impulsionar o desenvolvimento de uma vacina contra a Covid que salva vidas foi além de impressionante.”

Franklin também se dedica a acelerar as carreiras de jovens mulheres que querem crescer no trabalho e ter uma família. Ela construiu sua própria carreira enquanto criava dois filhos pequenos. “As mulheres muitas vezes buscam um momento perfeito para ter filhos, se preocupando com suas carreiras. Adoro compartilhar minha história pessoal sobre como naveguei (às vezes não tão bem) trabalhando e morando em vários países ao redor do mundo com duas crianças pequenas para dar inspiração e confiança aos nossos funcionários”, diz ela.

Para aqueles que procuram explorar seu propósito de vida, Franklin diz que ele nem sempre é descoberto, mas construído. “Dizer sim com mais frequência do que não faz toda a diferença”, afirma. “Quando me aconselharam a me dedicar a um emprego de nível inicial de que não gostava, quis dizer não. Mas dizer sim abriu mais portas do que eu jamais poderia imaginar. Aconselho os jovens a aproveitar todas as oportunidades que são oferecidas, mesmo quando o resultado final não é claro.”

>> Inscreva-se na seleção para a lista Under 30 2022

Compartilhe esta publicação: