Amazon adere a grupo empresarial pelo fim da violência contra a mulher

A coalizão apoiada pela ONU Mulheres conta com 130 empresas brasileiras, incluindo Ambev, Carrefour, Natura e Uber 

Redação
Compartilhe esta publicação:
Logotipo da Amazon
Andrew Kelly/Reuters

A Amazon tem o grupo de afinidade Women@Amazon, que reúne mulheres da companhia em 80 países

Acessibilidade


A Amazon Brasil entra na Coalizão Empresarial pelo Fim da Violência contra Mulheres e Meninas e, assim, se compromete a adotar medidas concretas para combater a violência de gênero. O grupo formado por empresas tem como objetivo mobilizar empresas de diferentes setores sobre a importância do combate a violência contra as mulheres, desde a criação de políticas de trabalho seguro até o investimento em campanhas externas contra a violência.

As organizações participantes da coalizão se envolvem em encontros e desenvolvem programas, serviços e políticas para o treinamento de funcionários em equidade de gênero no acolhimento das mulheres e meninas em situação de vulnerabilidade. “Essa troca de experiências e influência com outras empresas da coalizão será muito significativa e relevante para construção de uma sociedade melhor”, diz Glenda Moreira, líder de Diversidade, Equidade e Inclusão da Amazon para a América Latina.

Leia também: Empresa promove mentoria durante caminhadas para impulsionar carreira

Além da adesão ao grupo de empresas, a Amazon tem o grupo de afinidade Women@Amazon, que reúne mulheres da companhia em 80 países, para atrair,  capacitar e reter suas funcionárias.

Compartilhe esta publicação: