EXCLUSIVO: Liberty investe em plataforma automatizada para ampliar presença em seguro de vida

Divulgação
Divulgação

Carlos Magnarelli, CEO da Liberty no Brasil: de olho nos 85% dos brasileiros que não têm seguro de vida

A Liberty está estreando hoje uma plataforma de cotação e contratação de seguro de vida totalmente automatizada. Batizada de Meu Momento de Vida, a iniciativa, desenvolvida em parceria com o laboratório de inovação da seguradora em Singapura, tem a missão de diminuir a burocracia para contratantes e corretores e faz parte de um dos pilares de crescimento na empresa do país: aumentar a venda da modalidade e, consequentemente, a receita total.

“O seguro de vida está crescendo no Brasil enquanto os outros produtos estão decrescendo, principalmente agora, com a onda de demissões provocada pela crise”, explica o argentino Carlos Magnarelli, CEO da Liberty no Brasil, chamando a atenção para um movimento de mudança de cultura por parte dos brasileiros que, até pouco tempo, praticamente ignoravam essa modalidade.

Siga todas as novidades da Forbes Insider no Telegram

Em 2018, o seguro de vida superou, pela primeira vez na história do país, o seguro de automóveis: foram R$ 38 bilhões contra R$ 35,9 bilhões. E a tendência tem se mantido. “Atualmente, o seguro de vida representa mais de 40% do setor [excluindo saúde e previdência], enquanto o de veículos é responsável por 36%”, diz o executivo.

De olho nesse potencial – que, embora esteja crescendo, ainda é pequeno, já que apenas 15% da população possui esse tipo de cobertura –, a seguradora investiu numa forma de facilitar a operação, considerada complexa por boa parte das pessoas, pouco acostumadas aos termos jurídicos e financeiros. Segundo Magnarelli, o preenchimento de alguns dados na plataforma – como renda, idade dos filhos e valor do inventário – já é suficiente para que o sistema calcule uma proposta de cobertura, com valor de prêmio líquido, capaz de amparar os beneficiários. Caso o usuário queira alterar os parâmetros, aumentando e diminuindo contribuições e prêmios, também é possível. “Embora pareça um processo simples, é um cálculo que sempre desperta dúvida dos corretores ao assessorar seus clientes. A plataforma entrega isso de forma muito intuitiva”, explica ele, dizendo que é possível contratar seguros entre R$ 10 mil e R$ 2,5 milhões.

LEIA MAIS: Tendência: Covid-19 vai acelerar uso de drones por empresas de seguros

Todo o processo de geração de contrato e assinatura também é online. “Isso não significa que os corretores não possam mais intermediar as operações. A plataforma pode e já está sendo usada por eles em regime de projeto-piloto. Eles têm, inclusive, a opção de personalizar suas páginas.” O objetivo é simplificar e agilizar as operações para conquistar os 85% do mercado que hoje não têm nenhum tipo de seguro de vida individual.” O executivo explica que, normalmente, são necessárias cinco interações entre cliente e corretor até concluir o negócio – quantidade que diminui com o uso da plataforma, aumentando, portanto, a produtividade dos profissionais do setor.

A expectativa é que os 12 mil corretores mais engajados com o produto, de um contingente de 20 mil, estejam onboarding nos próximos meses. O executivo conta com isso para manter os índices de crescimento da companhia nos próximos anos, a exemplo do que vem acontecendo até agora. Em junho deste ano, o segmento de seguro de vida registrou um crescimento de 9,2% sobre o mês anterior, segundo a SUSEP – Superintendência de Seguros Privados. Na Liberty, o incremento foi quase o dobro. Em 2019, a companhia registrou um crescimento total de 10,3% em prêmios emitidos em relação a 2018, atingindo um total de R$ 3,9 bilhões.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
You-Tu~TY]be
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).